Russos apanhados no doping ainda não devolveram as medalhas ao COI

0
2603

Os 18 medalhados da Rússia punidos pelo Comité Olímpico Internacional, ainda  não entregaram as medalhas  de Pequim e Londres

O Comité Olímpico Internacional (COI) determinou que os 18 medalhados russos desqualificados dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012 devolvam as suas medalhas para a entidade. Até o momento, porém, nenhum dos envolvidos tomou tal atitude. Quem confirmou a informação foi o presidente do Comité Olímpico da Rússia, Alexander Zhukov, dizendo que não será um processo fácil.

De acordo com fontes russas, a ideia dos atletas é manter a medalha na sua posse enquanto apelam da decisão do COI. Outros, recusam-se a devolvê-las.

Maxim Dyldin garantiu que o Governo lhe disse para manter a medalha de bronze da estafeta 4x100m de Pequim 2008. A entrevista foi dada a um jornal local no mês passado.

-“Tenho a medalha em casa. Deixe-os tentarem levá-la. O nosso ministro não concordou com a situação e disse-nos para mantermos as medalhas” – disse Maxim.

O facto da Rússia não concordar com a devolução das medalhas, faz com que a relação com o Comité Olímpico Internacional fique ainda mais tremida. A Rússia é apontada pela Wada como responsável por um sistema de doping generalizado e com a participação do governo do país. Amostras teriam sido trocadas, inclusive em Sochi 2014, nos Jogos Olimpícos de Inverno.

O COI ainda não disse o que acontecerá caso os atletas não devolvam as medalhas de forma voluntária. Um processo judicial pode levar tempo. Muitos dos atletas estão retirados e não teriam sanções desportivas. Até hoje, o histórico é de rara punição quando os Comités Olímpicos nacionais não devolvem medalhas de seus atletas. Nesses casos, o COI conta com medalhas extras para entregar aos novos donos.

 

Deixar Resposta