Samuel Barata (ao sprint) e Jéssica Augusto (sempre isolada) ganharam o 62º Grande Prémio do Natal

0
220

Vencedores inéditos na 62ª edição do Grande Prémio do Natal: o benfiquista Samuel Barata e a sportinguista Jéssica Augusto juntaram-se ao extenso lote de vencedores da segunda prova mais antiga do país. Mas enquanto no setor masculino houve luta (a quatro) até final, na feminina a vencedora destacou-se desde os metros iniciais e teve sempre uma “lebre” de luxo – Hermano Ferreira.

Samuel Barata (que há duas semanas desistiu na maratona de Valência) e o seu companheiro de equipa Samuel Freire estiveram quase sempre na liderança de um grupo que desde cedo ficou reduzido a quatro atletas: os dois e ainda Fernando Serrão (Sporting), Miguel Ribeiro (Olímpico Vianense) e Hugo Correia (S. Salvador do Campo). Este acabou por ceder e, no final da descida da Avenida da Liberdade, enquanto Barata e Serrão discutiam a vitória ao sprint, Samuel Freire (2º há um ano) cedeu bastante (foi 4º) e acabou por ser Miguel Ribeiro a fechar o pódio, repetindo o 3º lugar de há dois anos (foi 4º em 2018).

No setor feminino, Jéssica Augusto ganhou com larga vantagem (mais de minuto e meio) e Emília Pisoeiro (RD Águeda) foi segunda, enquanto Mónica Silva (S. Salvador do Campo) fechou o pódio. Dulce Félix correu a prova em ritmo de treino.

Tanto Samuel Barata (que gastou 29m 37s) como Jéssica Augusto (32.44) ficaram aquém dos melhores tempos do atual percurso (certificado) de 10 km (mas que desce bem acima do permitido para homologação de recordes), os quais pertencem a Hélio Gomes (28.41 em 2016) e Sara Moreira (32.24 em 2015).

Classificações:

Masculinos:

1º Samuel Barata (Benfica)                29.37

2º Fernando Serrão (Sporting)           29.39

3º Miguel Ribeiro (Ol. Vianense)      29.42

Femininos:

1ª Jéssica Augusto (Sporting)            32.44

2ª Emília Pisoeiro (RD Águeda)        34.26

3ª Mónica Silva (S. Salv. Campo)      34.41

Deixar Resposta