Sebastian Coe quer o atletismo como quarta modalidade mundial

2
1829

O presidente da IAAF, Sebastian Coe quer que o atletismo se converta nos próximos anos na quarta modalidade mundial. Nesse sentido, pensa levar a cabo ações organizativas, mediáticas e de imagem.

Em declarações ao diário francês L’Equipe, o ex-campeão dos anos 80 afirma que no seu tempo, o atletismo era dos cinco desportos mais seguidos, enquanto agora se situa em oitavo lugar.

“Estaria orgulhoso em devolver a modalidade ao top 4. É agressivo em termos de ambição mas creio que existe potencial”, disse Coe que indicou que o resultado se medirá em termos de “difusão, espaço mediático, patrocínio e reconhecimento global. “Temos os elementos necessários. Somos a base de todos os desportos sem necessidade de grandes meios tecnológicos. Todos os desportistas são antes de mais, atletas”.

Para Coe, o atletismo não soube adaptar-se às transformações do mundo e não se deu conta de que tinha diminuído a cobertura mediática dos seus eventos.

Coe disse ainda sentir-se satisfeito com a exclusão da Rússia devido aos escândalos de doping e recordou que o atletismo teve entre 130 e 140 casos positivos em quatro anos. Por isso, considerou normal que o seu desporto tenha atuado antes que outros contra esse país.

Considerou ainda positiva a nova atitude dos russos acerca do problema do doping ao reconhecerem que têm um problema e assegurou que o papel da federação passa por “ajudar esse sistema a sair da antiga cultura”.

Disposto a utilizar o magnetismo de Usain Bolt em termos de imagem, incentivou outros atletas a aproveitarem os meios de comunicação como o fez o jamaicano. Neste sentido, disse ser favorável a que a difusão televisiva dos eventos da modalidade se faça de forma gratuita e deu como exemplo a política levada a cabo pelo ex-presidente do Comité Olímpico Internacional, Juan António Samaranch, nesse sentido.

Afirmou ainda que a IAAF trabalha na melhoria das competições para torná-las mais atraentes, em particular a Diamond League. A Liga dos Campeões de futebol serve também de inspiração para melhorar a competição, tal como a ATP de ténis na organização de rankings.

 

 

2 Comentários

Deixar Resposta