Seis conselhos para as corridas de montanha

0
116

Se mora na cidade mas quer participar em provas de montanha, saiba alguns aspetos para que a sua experiência não se torne um inferno

São cada vez mais aqueles que procuram a natureza para correr. É um fenómeno imparável como o mostram a quantidade de novas corridas que surgem nos parques naturais.

Se mora na cidade mas quer participar em provas de montanha, saiba alguns aspetos para que a sua experiência não se torne um inferno. Para isso, indicamos seis conselhos para melhorar as suas corridas na montanha.

1. Procure treinar em relevos mais acentuados

Nos trilhos, as subidas costumam ser mais inclinadas do que nas ruas pavimentadas. Portanto prepare-se de acordo, incluindo subidas mais íngremes na sua rotina de treinos.

  1. Corra na ponta dos pés

São inegáveis as vantagens em se correr nas pontas dos pés. Saiba que essas vantagens são mais significantes quanto pior for o relevo.

  1. Suba com passos curtos

Subir com passos um pouco mais curtos (e nas pontas dos pés) ajuda-o a manter o seu embalo na subida. Os grandes ciclistas vencem subidas pedalando numa cadência mais elevada. Os corredores podem fazer o mesmo, correndo com passadas curtas de forma a conseguir manter a sua cadência na subida. Experimente e veja as vantagens.

  1. Desça rápido

Pode parecer contraditório, mas é mais seguro descer mais rápido. Ao correr mais rápido, aproveita-se melhor a força da gravidade e consegue-se aumentar o ritmo sem ter que fazer mais força. A dica é soltar o corpo e tentar correr com a maior cadência de passadas que conseguir. Use os braços para ajudar no equilíbrio. Entretanto, não se esqueça de continuar pisando com o ante-pé. Pisar de calcanhar nas descidas, não só faz com que freie a cada passada como também aumenta em muito os impactos recebidos pelas suas articulações.

  1. Ande

Deixe um pouco o seu orgulho de lado. Se a subida for muito íngreme, pode ser mais vantajoso caminhar do que correr. Em relevos muito inclinados, a velocidade de corrida não fica muito longe da velocidade de uma caminhada rápida, porém a um custo metabólico muito menor, o que passa a ser mais vantajoso quanto mais longas forem as corridas.

  1. Corra acompanhado

Dependendo do trilho, estará mais isolado. Portanto, é recomendado sempre que possível, correr com um parceiro de treino. Se isso não for possível, avise alguém do seu itinerário e do tempo que pretende correr, sempre que for treinar sozinho no trilho.

Deixar Resposta