Seis Ironman em 56 dias pela portuguesa Maria da Conceição

0
2771

A portuguesa Maria da Conceição concluiu seis triatlos Ironman em continentes diferentes em menos de dois meses, desafiando o conselho dos seus médicos.
Segundo ela, os médicos e terapeutas de desporto dizem-lhe que não tem um corpo de atleta e ficam espantados, dizendo que ela deve conseguir estas proezas graças à força mental.

A última prova deste desafio disputou-se em 29 de Maio na cidade brasileira de Florianópolis e concluída em 14h13m, o tempo mais rápido dos seis triatlos ‘ironman’, que consistem em 3,86 km de natação, 180,25 km de ciclismo e uma maratona.

Os anteriores realizaram-se a 2 de Abril em Port Elizabeth, na África do Sul; 22 de Abril em Houston, EUA; 30 de Abril em Taiwan; 7 de Maio em Port Mcquarie (Austrália) e 20 de Maio em Lanzarote (Espanha).
No total, Maria Conceição, que reside no Dubai, nadou 22,8 km, percorreu de bicicleta 1.080 km e correu 253,2 quilómetros em 56 dias, exibindo sempre a bandeira nacional.
A portuguesa confessou à Lusa a “óbvia luta física e mental” que sentiu para terminar o desafio no mais curto espaço de tempo para atingir o objetivo de se tornar na mulher mais rápida a completar o Ironman em seis continentes.
“Eu não tinha tempo suficiente para recuperar entre cada um, então cada um foi mais difícil e precisou de mais esforço para completar”, descreveu.
Maria Conceição foi a primeira mulher portuguesa a chegar ao topo do monte Evereste, o mais alto do mundo, em 2013, dois anos depois de ter caminhado até ao Polo Norte.
Ela tem seis registros no Livro de Recordes Mundiais do Guinness, incluindo três atingidos em 2014, quando levou a cabo o desafio 777, que consistiu em correr sete maratonas em sete dias em sete continentes.
fotos-bangladeshPara Maria da Conceição, estes desafios são importantes para divulgar o trabalho da Fundação Maria Cristina, que criou em 2005 para ajudar crianças no Bangladesh.
“Espero que as pessoas percebam até onde eu estou disposta a ir para sensibilizar a necessidade de apoio para essas crianças e que elas nos podem apoiar financeiramente fazendo uma doação para a instituição de caridade”, afirmou.
O objetivo desta campanha é pagar as despesas de educação e manutenção de 127 crianças no ensino secundário. Por enquanto, recolheu 1% dos 446 mil euros definidos como meta.

 

Deixar Resposta