Sensacional João Peixoto e Etson Barros com bronze no Europeu de Juvenis

0
2297

(Foto FPA)

Portugal arrecadou duas medalhas de bronze no último dia do Europeu de Juvenis, realizado em Gyor (Hungria), através do sensacional João Peixoto, que bateu o recorde nacional dos 800 metros, e do esperado Etson Barros, nos 2000 m obstáculos. A seleção feminina da estafeta medley foi quarta, com um novo recorde nacional e João Pedro Buaró foi 10º na vara.

O bracarense João Peixoto foi surpreendente. Correu muito bem taticamente e terminou forte para ser terceiro com 1.49,42, voltando a melhorar o seu recorde pessoal (foi para o Europeu com 1.53,21 e passou na meia-final para 1.52,50) e batendo o recorde nacional juvenil que estava na posse de Fábio Gonçalves, com 1.51,44 desde 2007 (um atleta que muito prometeu mas cedo terminou a carreira, sem confirmar as esperanças nele depositadas…).

Já a medalha de Etson Barros não surpreendeu e até se esperava, face aos tempos dos seus adversários, que lutasse pela vitória até final. Etson não desiludiu (com 5.49,79, obteve a sua segunda marca de sempre, a cerca de três segundos e meio do recorde nacional) mas os seus adversários foram mais fortes, nomeadamente o francês Baptiste Guyon, que ainda longe da meta se isolou para terminar em 5.43,92, quase três segundos à frente do espanhol Pol Oriach (5.46,81). Etson, que seguia em 4º lugar na reta final, acabou por beneficiar da queda de um adversário no último obstáculo, passando assim a terceiro.

A seleção feminina da estafeta medley (Maria João Barbosa, Beatriz Andrade, Juliana Guerreiro e Ana Costa) esteve também na luta pelas medalhas. Ana Costa entrou nos derradeiros 400 m em 2º lugar, mas acabou por ser ultrapassada por duas adversárias e, embora com novo recorde nacional (de 2.11,02 na eliminatória de sábado para 2.10,85), Portugal foi quarto, a seguir a Itália (2.07,46), Rep. Checa (2.09,41) e Roménia (2.09,99).

Outro atleta nacional finalista neste último dia do Europeu foi João Pedro Buaró, 10º na vara, com 4,85 (à 3ª tentativa), falhando a seguir os 5,00. Ele tem como melhor 4,95, marca feita há uma semana. Triunfou o norueguês Pal Lillefosse, com 5,46.

 

Deixar Resposta