Sete dirigentes quenianos acusados de corrupção nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

0
1554

Sete dirigentes quenianos foram acusados de corrupção e desvio de verbas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016. Segundo a acusação, terão sido desviados mais de 500 mil dólares durante os Jogos, assim como alguns equipamentos de atletas quenianos.

Entre os acusados, encontram-se o ex-atleta Kip Keino, o ex-ministro do Desporto, Hassan Wario, o atual embaixador na Áustria e Kipchoge Keino, bicampeão olímpico em 1968 e 1972. Todos eles negam as acusações.

.

Deixar Resposta