Sp. Braga a seguir a Sporting (M) e Benfica (F) no apuramento de clubes

0
2058

Sem surpresa, as equipas do SC Braga foram as melhores, depois da masculina do Sporting e da feminina do Benfica, no apuramento do Nacional de Clubes realizado este fim-de-semana e cuja classificação coletiva está ainda a ser elaborada, com base nos resultados nas cinco pistas onde se realizou.

No setor masculino, apurado automaticamente o Benfica, o domínio pertenceu naturalmente ao Sporting, com 11 melhores marcas (e mais uma ventosa) nas 21 provas realizadas, entre as quais sete dos oito concursos (o madeirense Décio Andrade no martelo foi a exceção), já que na generalidade das corridas, o Sporting não apresentou os seus melhores valores. Não considerando os atletas do Sporting, as melhores marcas pertenceram ao SC Braga em seis provas (e mais uma ventosa), contra três (mais uma ventosa) da Juventude Vidigalense e três do GD Estreito (nos 100 e comprimento, provas com vento em excesso, considerámos dois “vencedores”).

No setor feminino, sem o campeão Sporting, a vantagem do Benfica foi bem menos saliente, apenas se verificando em seis provas (mais uma ventosa). Não considerando as atletas do Benfica, vantagem do SC Braga, com melhores marcas em cinco provas, contra quatro da J. Vidigalense e três do Jardim da Serra.

Em termos individuais, destaque na jornada de domingo para quatro atletas: o martelista Ruben Antunes (J. Vidigalense) melhorou no martelo de 61,79 para 62,90 e é agora o terceiro júnior de sempre com o engenho de 7,26 kg; João Bernardo (J. Vidigalense) progrediu nos obstáculos para 9.02,00; Catarina Lourenço (Fund. Salesianos) passou de 24,54 (em 2017) para 24,18 nos 200 m e é já a terceira júnior de sempre; e Beatriz Batista (Benfica) na vara já leva 20 cm de progressão esta época e, com 3,75, está a 5 cm do top’10 nacional de sempre (é 12ª). Além destes, haverá a destacar os juvenis Eduarda Ferreira (J. Vidigalense), que igualou os seus 12,28 da época passada, mínimo para o Europeu da categoria, e Gonçalo Veloso (Novas Luzes), que progrediu de 1,95 para 2,01 (!) na altura, sendo agora o 8º juvenil de sempre, a um centímetro do mínimo para o Europeu. Quem conseguiu mínimo também (mas numa prova extra dos Distritais de Iniciados no Porto) foi Bernardo Moreira (CAP), com 54,66 nos 400 m barreiras/84 cm.

Eis as melhores marcas registadas em cada prova:

MASCULINOS PROVAS FEMININOS
Carlos Nascimento SCP 10,39/+4,0 100 m Delphine Nkansa SLB 11,94/+2,3
Edi Sousa SCB 10,77/+0,9 Maria João Barbosa CCDR 12,23/-0,4
Eduardo Sá SCB 21,75/+1,2 200 m Catarina Lourenço AFS 24,18/+1,4
Jorge Colaço CBfF 49,09 400 m Rivinilda Mentai SLB 55,60
João Peixoto SCB 1.53,68 800 m Joana Soares AJS 2.14,12
Sérgio Teixeira NAC 3.55,14 1500 m Lia Lemos MAC 4.36,20
Nuno Lopes SCP 8.23,44 3000 m Cátia Santos Leitão GDE 9.47,97
Davide Silva CCSJM 14.47,87 5000 m Cátia Santos Leitão GDE 16.40,98
João Bernardo JV 9.02,00 3000 ob. Joana Soares AJS 10.21,16
Samuel Remédios JV 14,46/+1,1 110/100 b Marisa Carvalho SLB 14,01/+1,4
Ricardo Lima SCB 54,02 400 bar. Elisabete Silva UCE 63,86
Nelson Pinto SCP 2,07 altura Yariadmis Arguelles SLB 1,76
Edi Maia SCP 5,50 vara Beatriz Batista SLB 3,75
Bruno Costa SCP 7,41/+4,0 comp. Fatumata Balde AFS 5,82/+3,8
Samuel Remédios JV 7,24/+1,8 Shaina Mags SCB 5,48/-0,1
Carlos Veiga SCP 16,17/+1,5 triplo Shaina Mags SCB 12,87/+1,1
Marco Fortes SCP 16,87 peso Eliana Bandeira JV 15,03
Edujose Lima SCP 52,60 disco Sónia Borges JOMA 41,60
Décio Andrade GDE 67,30 martelo Andreia Venade SCB 54,09
Tiago Aperta SCP 73,16 dardo Cristina Ferreira AJS 42,62
Paulo Martins SCP 22.54,70 5/3 km M Mara Ribeiro SLB 13.59,18
Sporting CP SCP 40,99 4×100 m SL Benfica SLB 47,43
Sporting CP SCP 3.17,19 4×400 m J. Vidigalense JV 3.57,04

Deixar Resposta