Sporting lidera à tangente Nacional Sub’23

0
1175

Está equilibradíssima a luta pelos títulos nacionais sub’23. Ao fim da primeira jornada dos campeonatos que se estão a realizar em Vagos, o Sporting lidera no setor masculino por um ponto (102,5-101,5 p) e no feminino por seis e meio (79,5-73), com as terceiras equipas, respetivamente J. Vidigalense (27,5) e Grecas (22), muito distantes.

Nos 3000 m obstáculos, ganhos por Tomás Silva (Grecas), com 9.02,98, os seis primeiros fizeram menos de 9.10,00, mínimo para o Europeu. É positiva a quantidade, mas o mínimo é muito acessível. Basta recordar que na lista dos melhores portugueses de sempre, há 23 com menos de 8.50, dois deles com menos de 8.30… Em princípio, os três escolhidos deverão ser os três primeiros desta prova. Para além de Tomás Silva, Simão Bastos, do Grecas (9.03,10), e Jorge Moreira, Sporting (9.03,24), ambos com recordes pessoais.

Notas positivas, ainda para Frederico Curvelo (Benfica), com 10,55 nos 100 m (v:-0,1), depois de 10,33 ventosos (+2,8) na eliminatória; para Pedro Pinheiro (Benfica), com 15,44 no triplo (v:+1,7); para Rodolfo Garcia (Sporting) com um recorde pessoal (por 4 cm) no peso (16,63), com Otoniel Badjana (Benfica em segundo (16,23). Muito disputada a corrida (tática) de 1500 m, ganha por Isaac Nader (Benfica) em 3.58,32, com os sportinguistas Nuno Pereira (3.58,68) e Luís Monteiro (3.59,05) a menos de um segundo. Leandro Ramos (Benfica) foi um natural vencedor do dardo, mas só fez dois lançamentos, abandonando depois de conseguir 68,33.

No setor feminino, recorde pessoal (de 55,87 para 55,72) para Carina Pereira (Sporting) nos 400 m; triunfo folgado de Andreia Pingueiro (J. Vidigalense) nos 1500 m (4.31,59) e de Carla Reis (Benfica) nos 3000 m obstáculos (10.44,73).

Uma nota final para as três vitórias de atletas estrangeiros (do Benfica), recentemente em Portugal e que não podem ser campeões. Mikael Jesus ganhou os 400 m (47,76) mas o campeão foi Omar Elkhatib (Sporting), com um recorde pessoal de 47,88, que ainda é são-tomense mas foi o campeão pois tem menos de 18 anos. O brasileiro Bruno Spinelli ganhou o salto com vara com 5,00 mas o campeão foi Pedro Buaró (Estreito), com 4,90. E nos 100 m femininos triunfou a equatoriana Ganriela Suarez, com11,72 mas a campeã foi a belga (de 17 anos) Delphine Nkansa, com 11,90. Recorde pessoal para a terceira (2ª no pódio), Patrícia Rodrigues, com 11,98.

Outros vencedores:

Masculinos: 10000 m marcha – Paulo Martins (Sporting) 44.45,46; 4×100 m – Sporting, 41,57.

Femininos: altura – Ana Leite (J. Serra) 1,70; comprimento – Fatoumata Balde (Benfica) 5,55 (-1,8); disco – Ivanilda Lopes (Benfica) 44,80; martelo – Ângela Silva (Estreito) 52,81; 10000 m marcha – Carolina Costa (CO Pechão) 48.15,04; 4×100 m – Sporting, 48,06.

 

Deixar Resposta