Sprinter do Trinidad y Tobago suspensa por faltar três vezes a controlo antidoping

0
128

A sprinter Michelle-Lee Ahye, finalista olímpica e mundial dos 100 metros, foi suspensa provisoriamente por três faltas na sua localização antidoping, indicou ontem a Unidade de Integridade de Atletismo (AIU).

A atleta de Trinidad y Tobago, de 27 anos, sexta nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016 nos 100 e 200 metros, e novamente sexta no Mundial de Londres em 2017 nos 100 metros, está suspensa desde 30 de Agosto, indicou a AIU.

Este é mais um revés para Ahye, que enfrenta a justiça devido a um caso de agressão. Em Junho último, ela foi presa no Texas, em Round Rock, acusada de haver agredido a sua companheira.

Os atletas de alta competição estão sujeitos a obrigações estritas de localização diária para permitir controlos antidoping de surpresa. Em caso de três faltas em menos de um ano, eles arriscam uma suspensão de dois anos.

Deixar Resposta