Supremo Tribunal de Espanha confirma condenação de treinador que abusou de menores

0
468

O Supremo Tribunal de Espanha confirmação a condenação de 15,5 anos de prisão para Miguel Ángel Millán, treinador de provas combinadas de atletismo, por abusar sexualmente de dois atletas menores de idade, aproveitando-se da sua posição para estabelecer uma relação próxima e tirar proveito dela para os seus propósitos.

Millán foi um dos técnicos espanhóis mais conceituados, chegando a treinar Antonio Peñalver, medalhado olímpico do decatlo dos Jogos Olímpicos de Barcelona.

Segundo a justiça, Millán aproveitava as estadias nos hotéis em diversos campeonatos para abusar dos menores. Se eles se negassem, dava-lhes menos atenção e desprezava-os até que eles se sentissem culpados e acedessem.

O treinador deve ainda pagar uma indemnização às suas vítimas de 15 e 20 mil euros, respetivamente, valores aos quais, devem responder de forma subsidiária, o Clube de Atletismo Tenerife Caja Canarias e a Federação Espanhola de Atletismo.

Deixar Resposta