Três medalhas e mais três atletas no top’10 são balanço (bem positivo) do Europeu de corta-mato

1
719

(Fotos da FPA)

Excedeu as melhores expetativas a presença portuguesa no 26º Campeonato da Europa de corta-mato, realizado no Parque da Bela Vista, em Lisboa, num percurso difícil mas bem delineado. Portugal conquistou três medalhas de bronze, através da júnior Mariana Machado e das equipas de seniores femininos e juniores masculinos e houve mais três atletas no top’10: o júnior Etson Barros (4º) e ainda Dulce Félix (8ª) e Salomé Rocha (10ª). Em cinco das sete classificações coletivas (incluindo a estafeta mista), Portugal ficou na primeira metade e, das 33 presenças individuais, 16 classificaram-se igualmente na primeira metade, com destaque para os seniores (6 em 9) e juniores (7 em 12), apenas falhando os sub’23 (apenas 3 em 12). Portugal foi 14º no medalheiro, superando Espanha (apenas duas medalhas de bronze) e Alemanha (uma de bronze), nomeadamente. A Grã-Bretanha dominou, com cinco medalhas de ouro e uma de bronze (em sete pódios coletivos só falhou o dos sub’23, sendo 4ª!), seguida da França (2 ouros, 2 bronzes) e Itália (um ouro, duas pratas, um bronze).

Vejamos, prova a prova, o que de mais relevante aconteceu, salientando-se desde já o facto de apenas na prova masculina de seniores, o campeão individual de 2018 não ter revalidado o título.

Mariana MachadoJUNIORES (F): Como se esperava, Mariana Machado foi a principal figura nacional do Europeu, ao conseguir um lugar no pódio (3º), embora aquém das melhores expetativas. A atleta minhota correu sempre na frente mas na parte final não conseguiu responder ao ataque da italiana Nadia Battocletti, que confirmou o título de há um ano. Depois, numa descida mais pronunciada, também a eslovena Klara Lukan ultrapassou a atleta portuguesa, que cedeu bastante nos metros finais mas manteve (por claros 12 segundos) o honroso 3º lugar.

Muito boas, as classificações de Lia Lemos (18ª) e Bárbara Neiva (34ª), ambas ainda juniores em 2020 e que contribuíram decisivamente para o honroso 5º lugar coletivo da seleção, a melhor classificação desde o 3º posto de 2011 e o 4º de 2012.

corta mato2JUNIORES (M): Muito bem, igualmente, Etson Barros, que terá até, excedido as perspetivas, ao conseguir um 4º lugar bem honroso, após um final rapidíssimo, ganhando sucessivos lugares. O pódio ficou apenas a quatro segundos. Coletivamente, Portugal também excedeu as previsões, ao conseguir um lugar no pódio, derrotando a Irlanda (4ª) por ter fechado primeiro (o terceiro português foi 21º e o irlandês 24º) e ficando a um escasso ponto da Noruega, segunda classificada. Duarte Gomes (14º) e Miguel Moreira (21º) estiveram bastante bem e completaram a equipa. Portugal foi campeã coletivo em 2000 e segundo em 1997, 2001 e 2010, regressando agora ao pódio. Desde 2011 que a equipa não subia ao top’10!…

SUB’23: Bem mais fracos (como se esperava) os sub’23, escalão no qual, se distinguiram especialmente Alexandre Figueiredo, que se estreou com um 38º lugar e continuará neste escalão mais dois anos; Manuela Martins, que melhorou de 59ª há um ano para 26ª; e Joana Ferreira, que se estreou com um 28º lugar. Coletivamente, Portugal foi 13º (entre 15 equipas) nos homens e 9º (entre 11) nas mulheres.

O francês Jimmy Gressier ganhou pela terceira vez consecutiva e com largos oito segundos de vantagem sobre o sérvio Elzan Bibic, terceiro júnior há um ano e forte candidato à sucessão… A dinamarquesa Anna Moller ganhou com nada menos de 39 segundos de vantagem, confirmando o título da época passada, a que juntou, na pista, os de 5000 m e obstáculos.

SENIORES (M): André Pereira (21º), Miguel Marques (29º) e o estreante Luís Saraiva – uma grande surpresa (31º) excederam as expetativas e colocaram Portugal num honroso 7º lugar coletivo, a melhor classificação desde 2011 (então 6º).

Surpresas também no pódio, com a vitória do sueco (nascido eritreu…) Robel Fsiha (17º no Mundial de 2019) e com o apenas 12º posto do norueguês Filip Ingebrigtsen, que tentava revalidar o título de há um ano mas nunca “esteve” na prova. Fsiha acabou por ganhar com largos 11 segundos de vantagem sobre o turco Aras Kaya, campeão em 2016 e terceiro em 2018. A Grã-Bretanha conseguiu o seu terceiro título de sempre (depois de 1999 e 2016), após o 3º posto de 2017 e o 2º de 2018. A Bélgica repetiu o 2º lugar de 2013 mas a escassos dois pontos e a Turquia, campeã em 2017 e 2018, caiu para quarta, atrás da Espanha, que teve em Antonio Abadia o seu melhor atleta, mas apenas 11º, e viu dois atletas desistirem.

corta mato 1SENIORES (F): Com apenas três atletas presentes (e sem nomes como Jéssica Augusto, Sara Moreira, Catarina Ribeiro e Inês Monteiro…), Portugal conseguiu, ainda assim, regressar ao pódio coletivo, com um terceiro lugar (apenas a dois pontos da Irlanda!), a melhor classificação desde o 2º lugar de 2010 (nunca mais estivera no top’5). Dulce Félix (8ª) regressou ao top’10 (já não competia desde 2013) e Salomé Rocha repetiu o 10º posto de 2014, a um do seu melhor (9ª em 2013). Mas a menos credenciada Susana Francisco (61ª em 2016) excedeu as expetativas e, com um bem honroso 25º posto, garantiu a medalha de bronze para Portugal.

Larga superioridade da turca (nascida queniana) Yasemin Can, que conseguiu o quarto título consecutivo e com largos 15 segundos de vantagem sobre a norueguesa Karoline Grovdal e 51 segundos (!) sobre a terceira, a sueca (ex-eritreia) Samrawit Mengsteab. A Grã-Bretanha sagrou-se campeã coletivamente pela 5ª vez nos últimos sete anos (!), não falhando o pódio desde 2000 (20 anos!)

ESTAFETA: Honrosa presença portuguesa na estafeta mista de 4×1,5 km, com um sexto lugar a fechar a primeira metade (12 equipas), bem melhor que o 10º posto de há um ano. Compuseram a equipa Salomé Afonso (entregou em 4º lugar), Paulo Rosário (9º tempo, descendo para 6º), Patrícia Silva (7º tempo, descendo para 7ª) e Luís Monteiro (7º tempo, subindo a 6º). Larga vantagem da Grã-Bretanha, que já ganhara há dois anos, na prova inaugural da estafeta. A Espanha, vencedora em 2018, desceu agora para quarta.

Principais classificações:

SENIORES (M):

1º Robel Fsiha                                SUE           29.59

2º Aras Kaya                                  TUR           30.10

3º Yemaneberhan Crippa                 ITA            30.21

……………………………………………..

21º André Pereira                           POR           31.22

29º Miguel Marques                        POR           31.32

31º Luís Saraiva                             POR           31.34

55º Hugo Almeida                          POR           32.32

56º Rui Teixeira                             POR           32.39

Paulo Barbosa                          POR             des.

(82 classificados; 10 desistentes)

Por equipas:

1º Grã-Bretanha                                                      36

2º Bélgica                                                               38

3º Espanha                                                             45

……………………………………………..

7º Portugal                                                             81

(16 classificadas)

SENIORES (F):

1ª Yasemin Can                              TUR           26.52

2ª Karline Grovdal                          NOR           27.07

3ª Samrawit Mengsteab                  SUE            27.43

…………………………………………….

8ª Dulce Félix                                 POR           28.09

10ª Salomé Rocha                          POR           28.13

25ª Susana Francisco                      POR           29.08

(53 classificados; 6 desistentes)

Por equipas:

1º Grã-Bretanha                                                      26

2º Irlanda                                                               41

3º Portugal                                                             43

(10 classificadas)

SUB’23 (M):

1º Jimmy Gressier                          FRA           24.17

2º Elzan Bibic                                 SER           24.25

3º Abdessamad Oukhelfen              TUR            24.34

……………………………………………..

38º Alexandre Figueiredo               POR            25.53

53º Ricardo Ferreira                       POR           26.12

57º Jorge Moreira                          POR           26.26

68º Isaac Nader                            POR           26.57

69º Cristiano Borges                      POR           27.06

76º Filipe Vitorino                          POR           27.34

(81 classificados; 4 desistentes)

Por equipas:

1º França                                                                17

2º Itália                                                                  29

3º Alemanha                                                           45

…………………………………………….

13º Portugal                                                         148

(15 classificados)

SUB’23 (F):

1ª Anna Emilie Moller                    DIN            20.30

2ª Jasmijn Lau                              HOL           21.09

3ª Stephanie Cotter                       IRL            21.15

……………………………………………….

26ª Manuela Martins                      POR           22.23

28ª Joana Ferreira                          POR           22.26

32ª Lília Martins                             POR           22.36

44ª Beatriz Rodrigues                     POR           23.14

48ª Sara Monteiro                          POR           23.21

54ª Sara Duarte                             POR           24.10

(58 classificados; 3 desistentes)

Por equipas:

1º Holanda                                                             17

2º Irlanda                                                              29

3º Grã-Bretanha                                                     40

…………………………………………….

9º Portugal                                                             86

(11 classificados)

JUNIORES (M):

1º Jakob Ingebrigtsen                    NOR          18.20

2º Ayetullah Aslanhan                    TUR           18.58

3º Efrem Giday                               IRL           19.01

4º Etson Barros                             POR           19.05

……………………………………………..

14º Duarte Gomes                          POR           19.23

21º Miguel Moreira                          POR           19.29

44º Ruben Amaral                           POR           19.51

62º Miguel Ribeiro                           POR          20.10

Nuno Pereira                             POR            des.

(99 classificados; 7 desistentes)

Por equipas:

1º Grã-Bretanha                                                     25

2º Noruega                                                             38

3º Portugal                                                             39

(19 classificados)

JUNIORES (F):

1º Nadia Battocletti                        ITA            13.58

2ª Klara Lukan                               SLO           14.01

3ª Mariana Machado                       POR           14.10

……………………………………………..

18ª Lia Lemos                                POR           14.57

34ª Bárbara Neiva                          POR           15.14

50ª Camila Gomes                          POR           15.30

59ª Mónica Silva                             POR           15.41

66ª Cátia Pereira                             POR          15.56

(93 classificadas)

Por equipas:

1º Itália                                                                 29

2º Grã-Bretanha                                                     29

3º França                                                               38

…………………………………………….

5º Portugal                                                             55

(16 classificados)

ESTAFETA MISTA 4×1,5 KM:

1º Grã-Bretanha                                                17.55

2º Bielorrússia                                                   18.01

3º França                                                          18.05

……………………………………………..

6º Portugal                                                        18.29

(Salomé Afonso-Paulo Rosário-

Patrícia Silva-Luís Monteiro)

(12 classificados)

1 Comentário

  1. A Barbara Neiva nos últimos 200 metros ultrapassou para aí umas 15 atletas com uma velocidade impressionante.

Deixar Resposta