Tsanko candidato à vitória na Taça da Europa de Lançamentos

0
4592

Tsanko Arnaudov é o principal candidato à vitória na prova do peso da Taça da Europa de Lançamentos que este fim-de-semana se realiza em Las Palmas (Canárias). O atleta português poderá assim suceder a Teresa Machado, que ganhou o disco em 2003, e a Marco Fortes, que venceu o peso em 2012, os dois únicos vencedores nacionais da competição, na qual Portugal conseguiu, para além destas duas medalhas de ouro, mais cinco de prata e duas de bronze, em seniores, e três de prata e duas de bronze, em sub’23.

Na prova do peso, a realizar domingo, serão quatro os atletas com recordes pessoais entre 21,09 e 21,06! Mas enquanto Tsanko Arnaudov vem de um 4º lugar no Europeu de pista coberta, com 21,08, o búlgaro Georgi Ivanov (21,09 como melhor) tem esta época “apenas” 19,81 e foi 20º na qualificação do Europeu; o espanhol Borja Vivas (21,07 como recorde) tem 20,41 em 2017 e foi 9º na qualificação (o primeiro a ficar fora da final); e o romeno Andrei Gag (21,06) tem 19,82 e foi 14º. Francisco Belo (20,35 esta época) será outro dos 19 concorrentes à prova de peso, na qual, para além de Tsanko Arnaudov, apenas participará mais um dos finalistas do Europeu de pista coberta, o bielorusso Mikhail Abramchuk, oitavo.

Serão 11 os atletas portugueses presentes, mas, relativamente aos restantes, as aspirações têm mais a ver com as marcas pessoais ou as suas melhores marcas da época. Destaque para a 14ª presença de Vânia Silva nesta competição (nunca falhou entre 2002 e 2014) e para a ausência de Irina Rodrigues (ainda está a recuperar da fratura numa perna ocorrida nas vésperas dos Jogos Olímpicos), a mais medalhada na competição: 3ª sénior em 2015, quatro vezes no pódio sub’23 entre 2009 e 2013.

Para além dos dois lançadores de peso já citados e de Vânia Silva, participarão António Vital Silva (martelo) e Tiago Aperta (dardo) e os sub’23 Edujosé Lima (disco), Miguel Carreira (martelo) e, no setor feminino, Ophélie Oliveira (peso), Juliana Pereira (disco), Daniela Paço (martelo) e Cláudia Ferreira (dardo), podendo Portugal formar equipa neste escalão.

Ainda relativamente a lançamentos, assinalem-se as duas melhores marcas do ano conseguidas no martelo, no passado fim-de-semana, em Leiria, na 2ª Jornada de Lançamentos, através de Dário Manso, em estreia pelo Benfica (66,19), e Vânia Silva (61,80) e novos progressos do júnior (de 1º ano) Rúben Antunes, que lançou o martelo de 6kg a 66,66.

Deixar Resposta