Ultramaratonista é violada quando treinava nas ruas de Budapeste

0
1719

Em Outubro último, a ultramaratonista húngara Viktoria Makai foi atacada e violada quando treinava  num bairro em Budapeste que, segundo a vítima, costuma ser tranquilo e movimentado.

A atleta, que é mãe de duas crianças, corria numa estrada quando foi brutalmente atingida na cabeça e, posteriormente, abusada sexualmente por um homem que era conhecido dela. “Ele cumprimentava-me todas as manhãs com um sorriso no rosto”.

Por essa razão, Viktoria revelou que achou suspeita a movimentação do agressor, mas não imaginou que ele estivesse indo atrás dela para atacá-la.

A vítima referiu que enquanto o crime acontecia, diversos veículos passaram pelas vias. Mas, quem interveio foi o seu marido, que saiu à procura da atleta e conseguiu impedir que a tragédia se prolongasse. Após o ocorrido, a atleta foi encaminhada ao hospital e, felizmente, o agressor foi preso no mesmo dia.

Quando recebeu alta, a húngara resolveu falar sobre o tema com a campanha Run Away “Talvez as mensagens da campanha ajudem outras pessoas a contarem as suas próprias histórias ou a encontrar a força necessária para fazer uma mudança”, afirmou.

“Eu recuso-me a andar de olhos fechados! Histórias humanas incitam emoções humanas e inspiram ações que podem moldar o nosso mundo”, afirmou Viktoria.

 

Deixar Resposta