Um ano de prisão para quem incentivar o doping na Rússia

0
2300

Vladimir Putin promulgou hoje a lei que já tinha sido aprovada no parlamento que criminaliza treinadores e dirigentes que sejam culpados de coagir atletas para o consumo de substâncias ilegais que melhorem o rendimento físico.

A lei aprovada conta com penas de prisão até um ano para os treinadores condenados de coação, principalmente a atletas menores. Para já, a lei em vigor ainda não inclui penas para os atletas que sejam apanhados com estas substâncias.

O diretor da Agência Mundial Antidopagem (AMA), Rob Koehler já tinha dito que as mudanças que a Rússia está a fazer no programa antidoping está “no caminho certo” para voltarem a ser parte das competições internacionais.

De recordar que no Rio2016, apenas uma atleta russa foi representar o país, Darya Klishina, do salto em comprimento. O comité olímpico russo foi banido pelo COI devido a um documento que a Agência Mundial Antidopagem publicou em julho a divulgar um programa de dopagem com conhecimento e apoio do estado russo. A 9 de dezembro irá ser divulgado a segunda parte deste relatório.

Deixar Resposta