Walsh (22,60 no peso) e Lyles (19,67 nos 200 m) os melhores em Zurique

1
2276

O neozelandês Tomas Walsh, com recorde da Liga de Diamante no peso (22,60), e o norte-americano Noah Lyles, com 19,67 nos 200 m, obtiveram os melhores resultados da final de Zurique da Liga de Diamante, realizada esta quinta-feira. Walsh ficou a sete centímetros do seu recente recorde da Oceânia, numa prova na qual também brilhou Darrell Hill, com 22,40, a quatro centímetros do seu melhor.

Nos 200 m, Lyles ficou a dois centésimos da sua melhor marca mundial do ano (e recorde pessoal), ganhando com boa vantagem sobre o turco Ramil Guliyev, campeão europeu, que gastou 19,98.

A sul-africana Caster Semenya ganhou os 800 metros em 1.55,27, com largos dois segundos e meio de vantagem e, no polo oposto, apenas um centímetro separou a colombiana Caterine Ibarguen (14,56) da jamaicana Shanicka Ricketts (14,55) no triplo. No dardo, o alemão Andreas Hoffmann ganhou com inesperada facilidade, em 91,44.

Eis os vencedores:

MASCULINOS:
200 m (v:-0,2) – Noah Lyles EUA 19,67
400 m – Fred Kerley EUA 44,8
1500 m – Timothy Cheruiyot QUE 3.30,27
3000 ob. – Conseslus Kipruto QUE 8.10,15
400 bar. – Kyron McMaster IVR 48,08
Vara – Timur Morgunov RUS 5,91
Comp. – Luvo Manyonga AFS 8,36
Peso – Tomas Walsh NZE 22,6
Dardo – Andreas Hoffmann ALE 91,44
FEMININOS:
100 m (-0,5) – Murielle Ahouré CMF 11,01
800 m – Caster Semenya AFS 1.55,27
5000 m – Hellen Obiri QUE 14.38,39
400 bar. – Dalilah Muhammad EUA 53,88
Altura – Mariya Lasitskene RUS 1,97
Triplo – Caterine Ibarguen COL 14,56
Dardo – Tatsiana Khaladovich BLR 66,99

Esta sexta-feira realiza-se a segunda final, em Bruxelas, com Pedro Pablo Pichardo e Nelson Évora no triplo, às 19.47 horas, numa prova na qual Christian Taylor será outra grande figura.

1 Comentário

  1. De realçar ainda a vitória do Conseslus Kipruto nos 30000m Obstáculos que perdeu uma sapatilha logo na 2ª volta.

Deixar Resposta