Yazaldes foi a surpresa na Maia

0
2102

Yazaldes Nascimento, que repartiu a vitória nos 100 metros com o seu companheiro de equipa Carlos Nascimento, foi a surpresa do Meeting Cidade da Maia, realizado este quarta-feira e que proporcionou um agradável conjunto de resultados. O atleta sportinguista, que esta época se limitara a uns 10,53 com (muito) vento (+4,2 m/s), fez 10,29 tanto na eliminatória (v:+2,0) como na final, tempo igualmente atribuído a Nascimento (ficaram igualados no 1º posto). Desde 2015 que Yazaldes não fazia uma prova tão rápida. Longe ficaram os benfiquistas Diogo Antunes (10,51) e Rafael Jorge (10,52). No setor feminino, Lorène Bazolo regressou após lesão com 11,66 (v:+0,3), três centésimos à frente de Tamiris de Liz. Mas fez melhor na eliminatória, 11,56 (v:+1,2), enquanto Rosalina Santos ganhou a outra série em 11,60 (v:+1,5) mas não compareceu à final.

Vitórias folgadas (e esperadas) de Marta Pen nos 800 m (2.03,67) e de Sara Moreira nos 3000 m (9.07,51) – ambas com 10 segundos de vantagem sobre Andreia Pingueiro (2.13,74) e a espanhola Ester Santana (9.18,04), respetivamente. Susana Costa foi natural vencedora do triplo, mas longe do que vale (13,57), à frente de Shaina Mags (12,99).

Folgado triunfo de André Pereira nos 3000 m obstáculos, com a sua segunda marca de sempre (8.41,51), a cerca de dois segundos do seu melhor e à frente de Miguel Borges (8.46,10). Recorde pessoal para Fernando Serrão (de 8.48,28 para 8.47,12) e primeira prova de João Bernardo sub-9m (8.55,36). Dois juniores também melhoraram nos 1500 m, com mínimos (mas atrasados…) para o Mundial da categoria: Nuno Pereira gastou 3.47,28 e Isaac Nader 3.47,68. Nota positiva ainda para Ivo Tavares, com a sua segunda marca no comprimento (7,81), depois de recentes 7,89. Tiago Aperta ganhou o dardo com 67,54, numa prova sem Leandro Ramos.

Outros vencedores: 400 m – Andrew Barnes GBR 47,94 (Jorge Colaço 48,62) e Filipa Martins 54,52 (Rivinilda Mentai 55,79); altura – Francisco Barreto 1,98.

Deixar Resposta