Samba soma e segue… e cubano fez sensação em Estocolmo

2
213

Excelente o meeting de Estocolmo, sexto da Liga de Diamante e último antes de uma pausa de 20 dias até ao de Paris, a 30 deste mês. O qatari Abderrahman Samba voltou a fazer sensação, ganhando os 400 m barreiras agora em 47,41, novo recorde da Ásia. É a sua quinta prova seguida abaixo dos 48 segundos e quase sempre a melhorar: 47,90-47,57-47,48-47,41 (a exceção foi Oslo: 47,60). Derrotou o campeão mundial Karsten Warholm, que bateu o recorde da Noruega com 47,81.

Juan EchevarriaMas quem fez também sensação foi o jovem (19 anos) cubano Juan Echevarria, que terminou o salto em comprimento com um ensaio a… 8,83, mas com vento ligeiramente acima do permitido (+2,1 m/s)! Campeão mundial de pista coberta este ano, tem como melhor 8,53 (há dias, em Roma) e teve outro ensaio a 8,50, quase sem vento (+0,2).

Houve quatro melhores marcas mundiais do ano. Excelente o despique no disco entre o jamaicano Fedrick Dacres (69,67) e o lituano Andruis Gudzius (69,59). A campeã olímpica, a norte-americana Brianna McNeal conseguiu 12,38 nas barreiras (v:+1,3), derrotando a campeã mundial Danielle Williams (Jamaica), que gastou 12,48. Na légua, triunfo do etíope Selemon Barega, em 13.04,05. E, nos 1.000 m, o queniano Ferguson Rotich conseguiu 2.14,88. Nas outras provas, destaque para mais um triunfo da russa Mariya Lasitskene, que passou 2,00 à primeira e ganhou por derrubes à búlgara Mireli Demireva, que passou essa altura à terceira tentativa.

Eis os vencedores das provas que contavam para a Liga de Diamante:

Masculinos:

200 m (+0,9)            Ramil Guliyev                           TUR           19,92

1000 m                     Ferguson Rotich                        QUE          2.14,88

5000 m                     Selemon Barega                       ETI           13.04,05

400 bar.                    Abderrahman Samba                QAT           47,41

Vara                         Armand Duplantis                     SUE           5,86

Comp. (+2,1)            Juan Echevarria                        CUB          8,83

Disco                        Fedrick Dacres                         JAM           69,67

Femininos:

100 m (-0,1)             Dina Asher-Smith                     GBR          10,93

400 m                       Salwa Naser                            BRN          49,84

1500 m                     Gudaf Tsegay                          ETI            3.57,64

110 b (+1,3)             Brianna McNeal                       EUA           12,38

Altura                       Mariya Lasitskene                    RUS           2,00

Comp. (+1,7)            Lorraine Ugen                         GBR           6,85

2 Comentários

  1. “Para além dos 400 m barreiras, houve mais quatro melhores marcas mundiais do ano.”
    Está errado. Por incrível que pareça nos 400m barreiras não foi batida a melhor marca mundial do ano que foi estabelecida 2 dias antes na molhada pista de Eugene com 47,02 (2ª melhor marca mundial de sempre igualada) por Rai Benjamin de 20 anos da Antígua e Barbuda.

Deixar Resposta