400 m barreiras: O 5º lugar olímpico de José Carvalho e os quartos europeus de Pedro Rodrigues e Carlos Silva

0
3196

Os 400 m barreiras nacionais ainda não tiveram posições nos pódios das grandes competições, mas já deles se aproximaram. Primeiro, de forma inesperada, por José Carvalho, 5º nos históricos Jogos de Montreal’1976. Depois, por Pedro Rodrigues e Carlos Silva, ambos quartos classificados nos Europeus de Helsínquia’1994 e Budapeste’1998. Foram, para já, os grandes nomes da especialidade, os dois últimos ainda recordistas nacionais.

Uma curiosidade: desde 1930, em quase 90 anos, houve apenas seis recordistas nacionais. Alfredo da Silveira conseguiu 58,2 em 1929, recorde igualado por Matos Fernandes em 1942. Este baixou depois o recorde em nada menos de quatro segundos e meio até o colocar em 53,7 em 1951. Só 16 anos depois (1967) Mena Antunes o melhorou para 53,5. Seguiu-se Alberto Matos que, em seis ocasiões, passou o recorde de 52,5 em 1969 para 51,2 em 1971. José Carvalho bateu o recorde em 1973 por um décimo de segundo (51,1) e fechou, três anos e seis recordes depois, com os 49,94 do 5º lugar olímpico de Montreal’1976. Mais de 16 anos se manteve este tempo, finalmente batido por Pedro Rodrigues, com 49,46 em 1992. Dois anos depois, no Europeu de Helsínquia, Pedro Rodrigues melhorou sucessivamente para 49,05 na eliminatória, 49,04 na meia-final e 48,77 na final, na qual foi quarta classificado. O recorde seria depois igualado por Carlos Silva em 1999 e continua em vigor. A menos de um segundo, apenas Edivaldo Monteiro (49,10 em 2004), João Ferreira (49,63 em 2011) e Jorge Paula (49,72 em 2011) dele se aproximaram.

José Carvalho é, de longe, o mais internacional, com 28 presenças, contra 18 de Pedro Rodrigues e 16 de Carlos Silva. Matos Fernandes, um grande nome das décadas de 40 e 50, foi 12 vezes campeão nacional, contra sete de José Carvalho.

Nos escalões jovens, a grande figura foi Carlos Silva, recordista nacional de juvenil (300 m barreiras) a sub’23 e que se sagrou campeão europeu de juniores em 1993. Pedro Rodrigues foi 4º no Mundial júnior de 1990 e Ricardo Lima 4º no Europeu sub’23 de 2007. A especialidade está marcada por vários quartos lugares… inclusive nas Universíadas – João Ferreira em 2011. No FOJE, no entanto, Milton Dias foi o vencedor em 2003 e António Rodrigues segundo em 2005.

Nos ranking anuais, Pedro Rodrigues foi o melhor: 5º europeu e 9º mundial com os 48,77 conseguidos em 1994.

RECORDES NACIONAIS  
Absolutos Pedro Rodrigues SL Benfica 48,77 1994  
Carlos Silva SL Benfica 48,77 1999  
Sub’23 Carlos Silva SL Benfica 49,09 1996  
Juniores Carlos Silva SL Benfica 50,27 1993  
Juvenis Milton Dias JOMA 51,85 2003  
Juvenis (300b) Carlos Silva SL Benfica 37,73 1991  
OS + CAMPEÕES DE PORTUGAL    
Matos Fernandes 12 (1940-1955)  
José Carvalho 7 (1972-1985)  
Cumura Imboá 6 (1960-1966)  
Pedro Rodrigues 6 (1990-1996)  
Carlos Silva 6 (1995-2004)  
Edivaldo Monteiro 6 (2000-2008)  
OS + INTERNACIONAIS      
José Carvalho 28 (1971-1985)  
Pedro Rodrigues 18 (1990-2002)  
Carlos Silva 16 (1994-2004)  
Edivaldo Monteiro 14 (2001-2009)  
Cumura Imboá 11 (1960-1964)  
Mena Antunes 11 (1965-1970)  
RECORDES DOS CAMPEONATOS NACIONAIS  
Absolutos Carlos Silva SL Benfica 49,42 1999  
Sub’23 Carlos Silva SL Benfica 49,97 1995  
Juniores Carlos Silva SL Benfica 51,26 1993  
Juvenis Ricardo Lima GD Cavadas 52,82 2002  
Juvenis (300b) Carlos Silva SL Benfica 37,73 1991  
PRINCIPAIS CLASSIFICAÇÕES NAS GRANDES COMPETIÇÕES
JO 9 José Carvalho Montreal 1976
Carlos Silva 49,09el. Atlanta 1996
CM 10 13º Carlos Silva 49,02 Sevilha 1999
15º Edivaldo Monteiro Osaca 2007
CE 17 Pedro Rodrigues 48,77 Helsínquia 1994
Carlos Silva Budapeste 1998
Nota: a seguir à competição (J. Olímpicos, C. Mundo, C. Europa), indica-se o número de atletas

portugueses presentes no conjunto de todas as edições, as classificações no top’16 (JO, CM) ou

top’8 (CE), os melhores tempos nacionais na prova e os locais e anos dessas classificações.

PORTUGUESES NA TAÇA DA EUROPA/EUROPEU DE SELEÇÕES  
Mais presenças:  
José Carvalho 9 (1973-1985)  
Carlos Silva 6 (1996-2002)  
Edivaldo Monteiro 6 (2004-2009)  
Pedro Rodrigues 5 (1991-2000)  
Melhor marca: Carlos Silva 49,52 (1996)  
Melhores classificações:  
Na Superliga: 4º Jorge Paula 2011  
Na I Liga 2º Carlos Silva 1996  
2º Edivaldo Monteiro 2005-06-07-08  
  PORTUGUESES NOUTRAS COMPETIÇÕES  
  Campeonato da Europa de Sub’23:  
  Ricardo Lima 2007  
  Campeonato do Mundo de Juniores:  
  Pedro Rodrigues 1990  
  Campeonato da Europa de Juniores:  
  Carlos Silva 1993  
  Pedro Rodrigues 1989  
  Ricardo Lima 2003  
  Campeonato do Mundo de Juvenis:  
  Milton Dias 2003  
  FOJE (Festival Olímpico da Juventude Europeia)  
  Milton Dias 2003  
  António Rodrigues 2005  
  Ricardo Lima 2001  
  Paulo Neto 2013  
  Roberto Nóbrega 2009  
  Jogos Mundiais Universitários/Universíadas  
  João Ferreira 2011  
  Carlos Silva 2001  
  Pedro Rodrigues 1991  
  Carlos Silva 2005  
  Jorge Paula 2011

Deixar Resposta