Adiar os Jogos Olímpicos evitou aos atletas uma “turbulência mental”, segundo Sebastian Coe

0
345

Numa entrevista à rádio britânica Talk Sport, Sebastian Coe, presidente da World Athletics, confiou o seu alívio pelo adiamento dos Jogos Olímpicos.

Segundo Coe, “nós não queríamos que os atletas se encontrassem numa posição onde eles fossem de encontro aos conselhos dos seus governos, de talvez até violar a lei. E certamente, havia sempre esta preocupação, não era somente o seu próprio programa de treino, mas eles corriam o risco de se infetar eles próprios, as suas famílias, os seus filhos, os seus avós ou os seus pais, e nós queríamos justamente sair de esta turbulência mental tão rápido que possível”.

A decisão do adiamento dos Jogos Olímpicos foi apoiada por Coe: “Nós não somos diferentes dos outros. Penso que acabamos de concluir que o desporto, nesta ocasião, devia passar para segundo plano”.

Deixar Resposta