Alimentos que ajudam a combater o stress

0
351

A pandemia do coronavírus tem causado profundo impacto no mundo, com a área da saúde a ser naturalmente uma das mais atingidas. Com a disseminação da doença, houve um aumento de casos de depressão, ansiedade e stresse, segundo um estudo publicado na revista científica The Lancet, editada no Reino Unido.

De acordo com a investigação, boa parte das pessoas foi afetada pelo medo do contágio ou medo dos efeitos económicos negativos. O isolamento social, adotado pela maioria dos países como medida preventiva contra a enfermidade, também apareceu como um dos motivos para o crescimento dos episódios de distúrbios mentais. No meio de um cenário cheio de incertezas, é importante procurar formas para manter o ânimo. Nesse contexto, a alimentação e a prática de exercício físico são essenciais.

Os alimentos antioxidantes ajudam a combater o stresse, uma vez que possuem efeitos anti-inflamatórios. Também se podem referir os ricos em selénio, como castanhas, cogumelos e soja, além de chocolate com elevada percentagem de cacau e peixes mais gordos.

Nenhum alimento isolado é milagroso e, por isso, é importante ingerir um conjunto de itens com propriedades funcionais.

– Os alimentos que auxiliam na saúde mental são também os mais indicados para aliviar o stresse. A ação protetora aparece por meio da ingestão conjunta de diversos alimentos com propriedades funcionais, compondo um rol de nutrientes  que irão causar o efeito protetor (se consumidos com frequência). Vale lembrar que um alimento isolado não tem essa função.

A dieta Mind pode ser seguida como a ideal contra o desgaste cerebral. Ela prevê o consumo de uma alimentação plant-based, com baixo teor de proteínas animais e gorduras saturadas. Diferente das restantes dietas, a Mind valoriza o consumo de frutas vermelhas, além de vegetais verdes folhosos.

Alimentos que ajudam no combate ao stresse

Os alimentos abaixo referidos possuem elevado teor de nutrientes, com efeitos antioxidantes, neuroprotetores e anti-inflamatórios, e que ajudam a combater as consequências negativas do stresse.

  1. Vegetais verdes folhosos (como acelga, agrião, alface, cheiros verdes, chicória, couve, couve-de-Bruxelas, endívia, espinafre, mostarda, repolho, rúcula) e outros vegetais não amiláceos, ou seja, sem amido (como cenoura, beterraba, cebola, nabo, pepino) – pelo menos uma vez ao dia;
  2. Frutas vermelhas (como morangos, amoras, framboesas e mirtilos) em bagos – pelo menos uma vez por semana;
  3. Castanhas variadas e grãos integrais – pelo menos uma vez por semana;
  4. Carnes de aves e peixes – pelo menos uma vez por semana.

A carência de nutrientes essenciais, leva por outro lado, a repercussões negativas no cérebro do indivíduo. Assim, o déficit de alguns nutrientes, como o folato e a vitamina B12, relaciona-se com o estado depressivo e à deterioração cognitiva.

As melhores bebidas contra o stresse

Com a atividade física, existe a sensação de relaxamento pós-esforço e a libertação de hormónios como a adrenalina, a endorfina e a serotonina, o que gera bem-estar.

  1. Sumos de frutas vermelhas, como amoras, mirtilos, framboesas ou cerejas, pois possuem atividades antioxidativas e anti-inflamatórias;
  2. Chá verde, pois tem uma forte atuação contra o stresse e na saúde mental;
  3. Sumos de uvas pretas ou vinho tinto, pois têm efeitos protetores cerebrais;
  4. Bebidas achocolatadas com cacau em pó puro, preferencialmente sem açúcar. O cacau tem o potencial de flavonoides, capazes de desencadear benefícios à saúde;
  5. Chás com substâncias calmantes, como camomila, jasmim, cardo mariano e maracujá. Estas ervas atuam no sistema nervoso e trazem a sensação de bem-estar.

Dicas gerais para evitar o stresse

  1. Alimente-se bem. Os alimentos são importantes porque remetem às situações de prazer;
  2. Guarde momentos para meditar e desligar-se das situações stressantes;
  3. Faça terapia;
  4. Ria, mesmo que seja com filmes;
  5. Faça exercício. Com a atividade física, existe a sensação de relaxamento pós-esforço e a libertação de hormónios como a adrenalina, a endorfina e a serotonina, o que gera bem-estar e sensação de descontinuidade e melhoria de performance.
  6. Tire o ambiente de tensão do foco

Deixar Resposta