Antevisão do Europeu: Inês Henriques no topo das hipóteses

0
1848

Ao longo de 22 presenças em Europeus de atletismo, desde 1934, Portugal já conquistou 34 medalhas (13 de ouro, 13 de prata, 8 de bronze) e foi 87 vezes finalista (8 primeiros). Entre 6 e 12 de agosto, em Berlim, é natural que estes números se amplifiquem, embora provavelmente bem menos que nas anteriores edições (de anos não olímpicos) de Barcelona’2010 (5 medalhas, nada menos de 15 finalistas) e Zurique’2014 (1 medalha e 10 finalistas). Há dois anos, em Amesterdão, sem provas de marcha, Portugal somou cinco medalhas (duas de ouro) e teve sete presenças no top’8.

Para já, a edição deste ano (não-olímpico), é mais exigente, pois contará com a generalidade dos melhores atletas europeus. Em 2012, 55 por cento daqueles que seriam depois os melhores europeus nos Jogos não se apresentaram nos Europeus. Em 2016, essa percentagem reduziu-se para 32,5 por cento.

Depois, vários dos melhores atletas nacionais têm tido problemas físicos que os têm limitado, impedindo-os de estar presentes em Berlim nas melhores condições. Dos cinco medalhados de há dois anos, Dulce Félix (foi mãe) e Jéssica Augusto (lesão) estão fora da seleção. E Patrícia Mamona (operada ao joelho no inverno), Sara Moreira (vários pequenos problemas físicos ao longo da época) e Tsanko Arnaudov (lesão depois de uma boa época de inverno) não voltaram à sua melhor forma, havendo fundadas dúvidas de que se apresentem no seu máximo no Europeu, embora sejam sempre candidatos (em especial Patrícia Mamona) a lugares de topo. Mas as maiores esperanças nacionais parecem residir noutros nomes.

Desde logo em Inês Henriques, campeã (e recordista) mundial na estreia internacional dos 50 km marcha, há um ano, em Londres. Não foi feliz na Taça do Mundo do último inverno (não se sentiu bem e desistiu) mas continua a ser a principal candidata ao título, partindo com um recorde pessoal de 4h05m56s, bem melhor que o da espanhola Julia Takács, detentora do segundo melhor tempo (4.13.04) de entre as vinte inscritas.

Outra esperança nacional é Nelson Évora, apesar de recentes problemas físicos. Falhou a qualificação para a final há dois anos (uma das suas raras falhas em grandes competições) mas este inverno foi medalha de bronze no Mundial de pista coberta, com muito prometedores 17,40. Ao ar livre conseguiu “apenas” 17,05, no início de julho, antes de falhar as presenças no Campeonato de Portugal e no Nacional de Clubes. É de esperar que tenha recuperado plenamente a melhor condição e possa estar na luta pelos lugares do pódio, numa prova em que, de entre os inscritos, apenas Alexis Copello (agora Azerbeijão) tem melhor na época de pista (17,24).

Portugal apresentar-se-á neste Europeu com 29 atletas em provas individuais e mais duas estafetas. Para além dos nomes referidos (Inês Henriques, Nelson Évora, Patrícia Mamona, Sara Moreira, Tsanko Arnaudov), há ainda boas hipóteses de, mais uma vez, Ana Cabecinha ocupar um lugar de finalista nos 20 km marcha, depois de anteriores 6º e 7º postos em Europeus (além de 6º-8º-8º em Jogos Olímpicos e 4º-6º-6º-8º em Mundiais!). E poderá haver ainda uma ou outra surpresa agradável numa seleção já bem diferente daquela que marcou a história do atletismo nacional há 20 e 30 anos: escassez de fundistas (maratonas a zero!), maioria de velocistas (seis mais as estafetas) e concursistas (11).

HORÁRIO DAS PRESENÇAS PORTUGUESAS

Masculinos: Elim/qual. 1/2 finais Finais
100 m Carlos Nascimento 6 – 15.30h 7 – 18.30h 7 – 20.50h
Yazaldes Nascimento
José Pedro Lopes
200 m Vítor Ricardo Santos 8 – 9.50h 8 – 19.20h 9 – 20.00h
400 m Vítor Ricardo Santos 7 – 9.35h 8 – 18.35h 10 – 20.05h
10000 m Samuel Barata 7 – 19.20h
3000 obst. André Pereira 7 – 10.40h 9 – 20.20h
400 bar. Diogo Mestre 6 – 16.05h 7 – 18.55h 9 – 19.15h
Vara Diogo Ferreira 10 – 10.15h 12 – 18.10h
Triplo Nelson Évora 10 – 11.40h 12 – 19.05h
Peso Tsanko Arnaudov 6-16.35/17.55h 7 – 19.33h
Francisco Belo
50 km M João Vieira 7 – 7.35h
Pedro Isidro
4×100 m Seleção Nacional 12 – 18.50h 12 – 20.35h
Femininos:
100 m Lorène Bazolo 6 – 16.45h 7 – 18.05h 7 – 20.30h
200 m Lorène Bazolo 10 – 10.25h 10 – 18.55h 11 – 19.50h
400 m Cátia Azevedo 8 – 10.30h 9 – 18.50h 11 – 19.20h
1500 m Marta Pen 10 – 11.00h 12 – 19.35 h
10000 m Sara Moreira 8 – 19.45 h
Inês Monteiro
Catarina Ribeiro
Comprim. Evelise Veiga 9 – 9.30h 11 – 19.05 h
Triplo Patrícia Mamona 8 – 10.05h 10 – 19.10h
Susana Costa
Lecabela Quaresma
Peso Eliana Bandeira 7 – 9.10h 8 – 19.15h
Disco Irina Rodrigues 9-8.30/10.00h 11 – 19.25h
Liliana Cá
Heptatlo Lecabela Quaresma 9 – 9.00h(i) 10-19.20h (f)
20 km M Ana Cabecinha 11 – 8.05h
Edna Barros
50 km M Inês Henriques 7 – 7.35h
4×400 m Seleção Nacional 10 – 12.40h 11 – 20.50h

Deixar Resposta