Apresentada Ultra Maratona Melides-Troia /Uma experiência de aventura sem paralelo no mundo

0
1949

Foi ontem apresentada em Lisboa a Ultra Maratona Atlântica Melides-Troia que se disputará no próximo 1 de Julho e terá como padrinho, Paulo Guerra. A Câmara Municipal de Grândola deu a conhecer alguns pormenores e histórias da corrida, que se iniciou em 1987, com o Raid Pedestre de Grândola, e que conheceu um segundo capítulo a partir de 2005.

Baseada na experiência da Maratona das Areias, em Marrocos, a autarquia quis lançar uma experiência semelhante, aproveitando a maior extensão de areia da Península Ibérica. Mário Machado foi um dos primeiros participantes e contou uma peripécia passada consigo: “numa edição em que fiz lá um treino de 80 km, a polícia levou-me para Pinheiro da Cruz, para ter a certeza de que eu falava verdade. Constrangedor foi o facto de, depois de terem apurado o que queriam, comprovando que falei verdade, deixaram-se numa paragem ali perto e toda a gente ficou a pensar que eu era um antigo hóspede da prisão”.

Paulo Guerra, que agora participará na prova mais curta, os 15 km que ligam a Comporta a Troia, lembrou que nos seus tempos áureos de alta competição, era hábito treinar na areia. “Pelo aporte de força, porque nos crosses havia muita lama e o correr na areia ajudava bastante. Nessa minha participação nos 30 km, lembro-me que corri de meias e sapatos e parei várias vezes para sacudir essa areia e ainda fui tomar banho de mar a meio, para ainda ser quarto classificado”. Para Paulo Guerra, “foi uma experiência que me ficou gravada na memória”.

Outro atleta presente foi Custódio António que já terminou a prova oito vezes e venceu em 2009. “Regressei de sete meses em altitude, lançaram-me o desafio e consegui ir à prova e vencer. Nos anos seguintes, sempre que possível regressei, terminei oito vezes, e este ano vou tentar vencer a corrida. É uma prova dura, que puxa muito de nós, e que apela a um grande sacrifício”, concluiu.

Analice Silva foi também recordada. Falecida em 2017, participou em 4 das 5 edições do Raid Pedestre de Grândola, entre 1988 e 1991 e foi totalista da Ultra Maratona Atlântica Melides-Troia, entre 2005 e 2016.

A Organização espera mais de 500 atletas na prova de 43 km e na de 15 km. Entre os inscritos, estão Chantal Xhervelle vencedora das edições de 2005, 2007, 2009 e 2010; Custódio António vencedor da edição de 2009; Patrícia Serafim vencedora das edições entre 2013 e 2017 – Mário Cassaca vencedor da edição de 2017 e os três atletas totalistas, Jaime Lamego, Rui Freitas e Sérgio Tomás.

As inscrições ainda estão abertas.

Deixar Resposta