Atletas do Quénia com preparação afetada pelo coronavírus

0
344

A Federação de Atletismo do Quénia ordenou ontem o encerramento de todos os campos de treino e as instalações de clubes, devido ao coronavírus. Esta medida afeta naturalmente a preparação dos atletas quenianos para os Jogos Olímpicos.

Este anúncio da federação queniana segue-se a outro da semana passada que proibiu os atletas de saírem do país para competirem noutros países.

“Todos os campos e clubes de treino de atletismo devem permanecer fechados até novo aviso”, disse a federação num comunicado. “Se aconselha os atletas a treinarem individualmente e se encoraja os treinadores a continuarem a monitorar os atletas individualmente”.

Bernard Ouma, treinador dos campeões mundiais dos 1.500 m, Elijah Manangoi e Timothy Cheruiyot, disse à Agência Reuters que os atletas já haviam partido para minimizar o treino em grupo antes desta última decisão da federação. “A situação é difícil para todos, estamos em tempos difíceis”, disse Ouma, relativamente à incerteza sobre os Jogos Olímpicos. “Não compareceremos aos Jogos Olímpicos se não nos podemos preparar e não estamos em boa forma. Todos estamos lutando contra o dilema do que sucederá amanhã”.

A federação queniana instou ainda aos atletas que viajaram para fora do país nas últimas semanas a ficarem em quarentena voluntária.

Os Campeonatos de África de corta-mato programados para 8 de Abril no Togo também foram adiados sem ter sido adiantada uma nova data.

Deixar Resposta