Atletismo procura substituto para Bolt

0
2049

Com 30 anos e após muitos êxitos e medalhas, o final da carreira de Usain Bolt e o seu consequente afastamento das pistas, irá causar um vazio difícil de ultrapassar. Tudo indica que o Mundial de Londres, no próximo ano, será o último grande compromisso do atleta jamaicano.

O seu principal rival, nos últimos anos, tem sido Justin Gatlin, mas o norte-americano tem 34 anos e, por isso, nunca poderá assumir a posição de sucessor. Tendo em vista a sua substituição, surgem as outras grandes figuras dos Jogos Rio de Janeiro, a também jamaicana Elain Thompson, de 24 anos, dupla vencedora dos 100 e 200 metros – mas com um nível técnico muito abaixo do seu compatriota – e Mo Farah, igualmente duplo vencedor, mas dos 5000 e 10000 metros, apresentando o britânico como principal “handicap” o facto de já ter 33 anos.

Como o atletismo necessita de um ídolo que possa suceder a Bolt, será necessário que a todo o momento surja uma figura que permita manter o atletismo nas bocas do mundo. Até lá vamos ter de continuar a desfrutar das façanhas do atleta jamaicano e, esperar que em Londres continue a ser tão forte como no Rio…

Deixar Resposta