BALANÇO DA ÉPOCA 2017 – COMPRIMENTO (F)

0
2084

Surpreendente Evelise Veiga

  • Progrediu 25 cm e ficou a 5 cm do recorde nacional sub’23… que ainda pode bater

 

Excelente época de Evelise Veiga, que melhorou de 6,22 (em 2016) para 6,47, a cinco escassos centímetros do recorde nacional sub’23 de Teresa Carvalho… que ambas, com uma diferença de idades de dois meses, ainda podem bater em 2018. Patrícia Mamona, numa única prova, também melhorou (6,28) e Marisa Carvalho igualou os 6,24 de 2016. O nível geral foi bastante bom. A média das 10 melhores passou de 5,98 em 2016 para 6,06, a um escasso centímetro do melhor de sempre, em 2014. A média das 20 melhores foi a melhor de sempre (5,85), mais três centímetros que em 2016 e mais um centímetro que em 2013.

O PÓDIO

1ª EVELISE VEIGA (J. VIDIGALENSE)

Os seus 6,47 colocam-na como quarta portuguesa de sempre. E, para além desta marca, conseguiu 6,43 (e 6,42 na qualificação), sendo quinta no Europeu de sub’23, e 6,36, sendo segunda no Europeu de Seleções. E foi campeã de Portugal e de sub’23 em pista coberta e ar livre. Uma época em cheio!

2ª PATRÍCIA MAMONA (SPORTING)

Uma só prova, na I Divisão de pista coberta (derrotou Evelise Veiga por cinco centímetros), valeu-lhe progressos no recorde pessoal de 6,21 (em… 2009!) para 6,28, sendo agora a 11ª portuguesa de sempre.

3ª MARISA CARVALHO (BENFICA)

Igualou os 6,24 da época passada ao ser vice-campeã nacional sub’23 e esteve regular acima dos seis metros, embora ficando aquém das expetativas no Europeu de juniores (16ª na qualificação, com 6,07)

E AINDA…

Teresa Carvalho (6,52 como melhor, já em 2014) e Shaina Mags (6,40 também em 2014) tiveram uma época irregular, com várias paragens. A primeira teve como melhor 6,20 no Europeu sub’23 (14ª na qualificação). A segunda ficou-se 5,94 no Campeonato de Portugal (4ª). Lecabela Quaresma, igualou o seu melhor ao ser vice-campeã de Portugal, mas com 6,13 ventosos (fez ainda 6,06 regulares). A júnior sul-africana (mas competindo sempre cá) Rosalina Santos progrediu de 5,78 para 5,96. E o Benfica contratou a cubana (de 33 anos…) Yariadmis Arguelles, que conseguiu 6,56 em pista coberta e 6,40 ao ar livre.

A REVELAÇÃO: FATUMATA BALDÉ (CA SAL. MANIQUE)

Ainda juvenil, esta atleta guineense melhorou de 5,19 para 5,69 ao ganhar o Olímpico Jovem. E sagrou-se campeã nacional de juniores.

Veja aqui o ranking 2017

… e aqui o ranking mais aprofundado

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixar Resposta