Balanço da época 2018 (Juvenis M): Poucos mas bons…

0
2267

Foram poucos os juvenis que se distinguiram especialmente em 2018 (não mais de meia dúzia entraram no top’10 de sempre das provas já com história) mas brilharam a grande altura: João Peixoto e Etson Barros bateram recordes nacionais e foram terceiros no Europeu da categoria; João Pedro Buaró ficou a cinco centímetros do recorde com excelentes 4,95 na vara. Apesar disso, houve este ano 14 líderes melhores que em 2017, contra 8 piores (um igual). E, em profundidade, 13 melhores décimos classificados contra 9 piores.

Em termos coletivos, a grande sensação foi a vitória do CF Oliveira do Douro no Nacional de pista coberta, superando Sporting (68-45 pontos) e Benfica (30 p). Ao ar livre, o Sporting voltou a quebrar uma série de triunfos do Benfica (5 nos 7 últimos anos), ganhando com 82 pontos, contra 78 do Benfica.

PÓDIO:

1º JOÃO PEIXOTO (SC BRAGA)

Fez sensação no Europeu ao ser terceiro nos 800 metros com um recorde nacional de 1.49,42, nada menos de dois segundos menos que o anterior recorde de Fábio Gonçalves (1.51,44).

2º ETSON BARROS (CO PECHÃO)

Já era recordista nacional dos 2000 m obstáculos, com 5.57,32 em 2017 e melhorou nada menos de 11 segundos (5.46,11) no Nacional de Juvenis. Depois, foi terceiro no Europeu com 5.49,79.

3º JOÃO PEDRO BUARÓ (GD ESTREITO)

Progrediu 69 cm na vara, de 4,26 para 4,95, ficando apenas a cinco centímetros do recorde nacional de Ruben Miranda. E chegou a 1,98 na altura, mais cinco centímetros que em 2017.

E AINDA…

Também a seleção de 4×100 metros bateu o recorde nacional, com 42,20, menos 29 centésimos que a seleção de 2005 (Pedro Fontes-Marcos Coelho-Carlos Pinheiro-João Almeida), da qual apenas este último atingiu plano de relevo… nas barreiras. Destaque ainda para os 48,78 de Leandro Fevereiro nos 400 m (subiu a 5º juvenil de sempre), para o domínio de Tomás Gonçalves na velocidade (100 a 300 m) e para três líderes do ano que se manterão juvenis em 2019: os madeirenses Diogo Freitas (martelo) e Moisés Faria (dardo) e ainda João Oliveira (decatlo).

RECORDES NACIONAIS JUVENIS BATIDOS EM 2018
4×100 m Seleção Nacional 42,20 Abrantes 02-06-2018
(David Martinho-Rui Corvelo-Gonçalo Gonçalves-João Manero)
2000 ob. Etson Barros (CO Pechão) 5.46,11 Vagos 24-06-2018
800 m João Peixoto (SC Braga) 1.49,42 Gyor 08-07-2018
SUBIDAS NO TOP’10 DE JUVENIS DE SEMPRE
João Peixoto SCB 800 m 1.49,42
Etson Barros COP 2000 ob.* 5.46,11
João Pedro Buaró GDE vara 4,95
Samuel Rios CJSA 2000 ob.* 6.03,14
João Oliveira AFg decatlo* 6020
Leandro Fevereiro SCP 400 m 48,78
André Regufe ACPV 2000 ob.* 6.08,14
Gonçalo Veloso ADNL altura 2,01
Moisés Faria GDE dardo/700 56,36
Diogo Meneses JV decatlo* 5555

* provas recentes: 2000 ob. (desde 2013); decatlo (desde 2015)

OS MELHORES JUVENIS DO ANO PROVA A PROVA
100 m Tomás Gonçalves 01 AACC 10,87
200 m Tomás Gonçalves 01 AACC 22,19
300 m Tomás Gonçalves 01 AACC 34,98
400 m Leandro Fevereiro 01 SCP 48,78
800 m João Peixoto 01 SCB 1.49,42
1500 m Rogério Amaral 01 CPTSC 3.54,84
3000 m Etson Barros 01 COP 8.40,93pc
2000 ob. Etson Barros 01 COP 5.46,11
110 b/91 Mamadu Jaló 01 ADNL 14,39
300 b/84 Bernardo Moreira 01 CAP 39,32
400 b/84 Bernardo Moreira 01 CAP 54,66
Altura Gonçalo Veloso 01 ADNL 2,01
Vara João Pedro Buaró 01 GDE 4,95
Comp. André Pimenta 01 JV 6,95pc
Triplo Diogo Saldanha 01 CFOD 14,20
Peso/5 Tomás Rodrigues 01 SCP 15,75
Disco/1,5 Tomás Rodrigues 01 SCP 47,37
Martelo/5 Diogo Freitas 02 GDE 62,29
Dardo/700 Moisés Faria 02 GDE 56,36
5000 m M João Bernardo 01 PCC 22.43,32
Decatlo/jv João Oliveira 02 AFg 6020
4×100 m Seleção Nacional 42,20
E.Medley Seleção Nacional 2.01,66

Ver rankings 2019: http://atletismo-estatistica.pt/anuais/jovens-2018/

Deixar Resposta