Balanço da época 2018 – Provas não olímpicas (M): Nem os 3000 metros brilharam…

0
1936

Cada vez menos disputadas, as provas não olímpicas trouxeram poucas novidades. A nota principal vai para a subida ao 4º lugar do ranking nacional dos 5000 m marcha de Miguel Carvalho, com os 19.36,85 feitos na I Divisão de pista coberta, prova na qual perdeu para João Vieira (19.30,20). Outra mexida no top’10 foi protagonizada pelo luso-suíço William Reais, que correu os 300 m em 33,63 (e outra prova em 33,96), recorde nacional de juniores e quinto português de sempre. De resto, nada de novo, nem sequer nos 3000 m – a principal (por mais disputada) das provas não olímpicas – na qual ninguém baixou nos oito minutos e apenas Rui Pinto, que melhorou o recorde pessoal de 8.07,73 para 8.02,98 (3º na Taça dos Clubes Campeões Europeus), baixou dos 8.10. Samuel Barata foi o segundo, com 8.10,87 na I Divisão de pista coberta. Referência ainda para as lideranças (por margem apreciável) dos sub’23 José Carlos Pinto nos 500 m (64,22) e Diogo Pinhão nos 1000 m (2.26,87).

Ranking da época: http://atletismo-estatistica.pt/anuais/absolutos-2018-m-2/

Deixar Resposta