Balanço da época 2019 – 110 m barreiras (M): Rasul Dabó uma só vez sub’14s

0
261

Época algo irregular de Rasul Dabó, que só no Campeonato de Portugal finalmente baixou dos 14 segundos (13,98), embora perdendo (como na I Divisão) face ao brasileiro do Benfica João Oliveira (13,73), que chegara a 13,54 na Suíça. Entre os seis melhores da época, há quatro sub’23. As médias dos 10 e 20 melhores (14,50 e 14,95) continuam relativamente perto das melhores de sempre (14,41 e 14,85 em 2009, respetivamente). Hélio Vaz, segundo melhor na época passada e com 14,23 em 2017, competiu pouco e ficou-se pelos 15,03.

PÓDIO: 1º RASUL DABO (SPORTING)

Uma época longe do seu melhor, com 14,01 e 13,98 no Campeonato de Portugal como melhor e mais três marcas até 14,10… que ninguém mais atingiu. Foi 7º no Europeu de Seleções.

2º EDSON GOMES (SPORTING)

Radicado em Inglaterra, progrediu de 14,68 para 14,16 e foi segundo no Campeonato de Portugal (14,26).

3º PAULO NETO (A JARDIM DA SERRA)

Melhorou de 14,43 para 14,28 ao ser campeão nacional sub’23 e depois para 14,21 no Europeu de Sub’23, embora sem passar das eliminatórias.

E AINDA…

Abdel Larrinaga fez 14,11 nas eliminatórias do Campeonato de Portugal, a um centésimo do seu melhor de 2018, mas competiu pouco na especialidade. A registar ainda, os progressos dos sub’23 Yvan Ribeiro (que reside e compete em França), de 14,83 para 14,65, e Diogo Guerra, de 14,85 para 14,66 (vice-campeão de sub’23). Luciano Lima fechou o pódio do Campeonato de Portugal (mas os 14,81 obtidos ficam aquém dos14,70 de 2018). O melhor júnior foi Mamadú Jaló, que melhorou de 16,17 para 15,46.

A REVELAÇÃO: PEDRO MATOS (SPORTING)

Foi quem mais progrediu na prova de juniores (barreiras de 1 m), melhorando de 16,01 ventosos (não tinha marca válida) para 14,99 (com vento contrário de 1,4 m/s) no Lisboa-Madrid.

Ranking da época em http://atletismo-estatistica.pt/

 

Deixar Resposta