Balanço da época 2019 – 5000 metros (M): Regressado Hélio Gomes domina por completo

0
243

Regressado após dois anos de suspensão por doping, Hélio Gomes dominou por completo o ranking nacional, obtendo as três melhores marcas do ano; deixando o segundo, Eduardo Mbengani, a quase 15 segundos; e sagrando-se campeão de Portugal com mais de 18 segundos de vantagem! É quase uma exceção num ranking cujas médias dos top’10 (14.06) e top’20 (14.16) continuam bem distantes (mais de meio minuto) das dos anos 80 do século passado. A ausência de Rui Pinto e a semi-ausência de Samuel Barata não ajudaram…

PÓDIO:

1º HÉLIO GOMES (SPORTING)

Um muito bom regresso, com 13.41,01 em Barcelona, bem perto do seu melhor de 13.35,00 em 2017 naquela que fora a sua última prova, depois anulada. Sagrou-se a seguir (bem folgado) campeão de Portugal com 13.44,15 e foi quarto no Europeu de Seleções, com 13.54,98.

2º EDUARDO MBENGANI (SPORTING)

Conseguiu 13.55,75 em Espanha (ainda longe dos seus 13.35,29 de há já nove anos), foi 2º na I Divisão (o Benfica apresentou o queniano Eduard Zakayo) mas “afundou-se” no Campeonato de Portugal (apenas 7º).

3º SAMUEL BARATA (BENFICA)

“Tapado” no Benfica por Zakayo, esteve apenas no Campeonato de Portugal, sendo segundo, com 14.06,16, ainda algo distante do seu recorde pessoal que já vem de 2016 (13.56,43).

E AINDA…

Registaram-se vários recordes pessoais mas de atletas entre os 25 e os 27 anos, destacando-se Andralino Furtado (14.23,84 em 2018), que baixou dos 14 minutos (13.58,45). Os restantes até 14.15: António Rocha (14.11,36-14.02,69), Hugo Correia (14.16,53-14.10,45) e Luís Saraiva (14.22,54-14.13,90). Miguel Marques, a revelação em 2018 e com uma boa época de inverno (2º no Nacional de estrada e 3º no de corta-mato), ficou bem aquém da marca de 2018 ao ser 4º no Campeonato de Portugal (14.15,36 contra 14.04,35). Referência ainda para os progressos de três sub’23 abaixo de (modestos) 14.30: Alexandre Figueiredo (progrediu de 14.56,89 para 14.20,29), Filipe Fialho (14.46,45-14.26,35) e Cristiano Borges (14.29,95).

A REVELAÇÃO: DUARTE GOMES (BENFICA)

Conseguiu um honroso 7º lugar no Europeu de juniores e progrediu de 14.58,00 em 2018 para 14.16,60, liderando o ranking do seu escalão com mais de 40 segundos de vantagem, o que confirma as muito más perspetivas quanto a uma retoma futura da especialidade…

Ranking da época em http://atletismo-estatistica.pt/

 

Deixar Resposta