Bolt, acusou coronavírus e polícia investiga a sua festa de aniversário

0
130

Confirmou-se que Usain Bolt acusou positivo no teste sobre o coronavírus. O ex-atleta, de 34 anos, confinou-se de maneira voluntária e já recebeu a notificação oficial de que havia dado positivo. O seu estado de saúde é aparentemente bom e não apresenta sintomas.

O ministro da Saúde da Jamaica, Christopher Tufton, confirmou a notícia numa conferência de imprensa, garantindo que a polícia está a investigar o foco do contágio.

A origem do surto está na festa de aniversário de Bolt na passada sexta-feira. Até ao momento, desconhecem-se mais detalhes mas já começou a circular um vídeo nas redes sociais da festa. Nessa gravação, pode-se ver que o evento decorreu ao ar livre com cerca de uma centena de pessoas. Ninguém tinha máscara e vê-se como todos estão a dançar, incluindo Bolt, que se converte momentaneamente no centro da festa e começa a mover-se a escassos centímetros de vários convidados.

As leis da Jamaica, para impedirem a propagação do vírus pelo país, impedem reuniões com mais de 20 pessoas. Assim, a festa de Bolt estaria em incumprimento com as leis em vigor. Entre os convidados, estavam outras personalidades como os futebolistas Raheem Sterling (Manchester City) e Leon Bailey (Bayer Leverkusen) e o cantor Christopher Martin.  O ministro da Saúde foi claro na sua declaração: “Ninguém está sendo tratado de forma diferente. Todos os jamaicanos têm um dever e aqueles que têm relevância pública, mais ainda”. O país tem por agora 1.413 casos e 16 mortes.

Deixar Resposta