Conheça a corrida virtual que tem cada vez mais adeptos

0
167

É uma forma diferente de correr. Poder sair de casa e participar numa prova mas estando em qualquer lugar do mundo. Essa é a proposta da corrida virtual, que tem crescido em número de eventos e participantes à volta do mundo.

Nessas provas, não há um ponto de partida nem de chegada, basta que o atleta se inscreva e corra a distância prevista em algum parque, avenida ou outro local do seu agrado.

Assim, o participante não tem a preocupação de se deslocar para a partida da prova. É necessário concluir a distância proposta e notificar a organização do evento – alguns utilizam apps que registram o percurso, como o Strava, outros confiam apenas na palavra do atleta – para então receber a medalha em casa.

O crescimento desta modalidade já faz com que alguns dos maiores organizadores de prova do mundo também apostem na corrida virtual.

A New York Road Runners (NYRR), organizadora da Maratona de Nova York, conta com 12 provas virtuais – entre elas, todas as distâncias associadas à Meia Maratona de Nova York e eventos temáticos — como os 5k de Valentine’s Day.

Apesar das provas virtuais serem mais recorrentes nos Estados Unidos, a ideia tem ganho força noutros países. Na Inglaterra por exemplo, as corridas virtuais são comuns com o objetivo de angariar dinheiro para instituições de caridade.

No último ano, mais de 350 corredores participaram no London Marathon Challenge 2018, uma corrida virtual que arrecadava fundos para uma ONG que visa promover assistência médica e qualidade de vida às pessoas que sofrem de eczema.

Em 2019, a prova vai direcionar as verbas para uma instituição que trata pessoas com leucemia e que necessitam de quimioterapia.

Há corridas virtuais em que o atleta pode até somar as distâncias percorridas em dias distintos para cumprir a distância prevista. Os corredores inscritos na London Marathon Virtual Run 2019, por exemplo, podem concluir os 42 km somando as corridas ao longo do mês de abril, o mesmo mês em que é realizada a Maratona de Londres.

Uma das pioneiras na organização deste tipo de evento foi a Disney, que em 2016 passou a realizar um circuito de corridas virtuais temáticas.

“Foi um modo interessante de manter as pessoas envolvidas connosco durante o ano todo”, disse Faron Kelley, vice-presidente da Disney Sports, ao New York Times.

No ano passado, o circuito teve como tema o filme animado “Os Incríveis” e contou com cerca de 18 mil participantes. Em 2019, as provas da série terão a temática “heróis da Marvel”, além de uma meia-maratona virtual dedicada especialmente à saga Star Wars.

E no nosso país, haverá portugueses a aderirem às corridas virtuais?

As principais corridas virtuais

Deixar Resposta