Cuide dos seus joelhos e afaste a lesão do menisco

0
515

Quem corre está sempre sujeito a lesões. Há quem seja mais vulnerável a elas e há quem também não tome as devidas precauções para evitá-las.

Entre todos os problemas que atingem os corredores, a lesão do menisco, que ocorre nos joelhos, é uma dos mais comuns. Como ela ocorre e quais os cuidados que devemos ter para manter seus joelhos saudáveis, é o objetivo deste artigo.

Primeiro que tudo, é preciso entender a função do menisco. Este é uma estrutura ibrocartilaginosa com formato em “C”, que cobre mais da metade da superfície articular do joelho. Ele é responsável por dar estabilidade e amortecer o impacto.

Causas

A maior incidência de lesões no menisco é devido a traumas sofridos durante a realização de atividades físicas. Por isso, não há uma faixa etária específica com maior tendência para sofrer do problema.

As principais causas são: excesso de impacto causado pela sobrecarga de treinos, uso de sapatos sem um correto sistema de amortecimento, falta de força na musculatura, uma torção repentina (quando o pé fica fixo e no mesmo lugar e o joelho torce) ou até mesmo um movimento em falso.

Este tipo de lesão está também muito relacionado com a falta de preparação física. Apesar do menisco ser uma estrutura com capacidade de suportar altas cargas, a sua resistência pode ser prejudicada num corredor que não tenha uma boa condição física global.

Sintomas

MENISCO JOELHOOs primeiros sintomas da lesão no menisco são: dor, inchaço ou rigidez no local, dificuldades em dobrar ou manter a perna numa posição direita, ter a sensação de “joelho travado” ou fraqueza. Em alguns casos, é sentida até uma leve atrofia da musculatura da coxa.

Para se ter a certeza do diagnóstico, é preciso consultar um especialista e realizar um raio-x ou uma ressonância magnética, a ser definido pelo médico.

 

Prevenção

De acordo com o ortopedista, apesar do grande avanço da medicina desportiva, as lesões do menisco são ainda um grande desafio. A retirada parcial dessa cartilagem é uma cirurgia que tende a acelerar o processo degenerativo dos joelhos e, por isso, é tão importante ficar atento.

Nem todas as causas desta lesão são evitáveis. Entretanto, a maioria só depende do corredor, como: ter a orientação de um profissional para elaborar um plano de treino que mais se adapte ao corredor, ter um bom par de sapatos que seja capaz de amortecer o impacto, fazer exercícios de fortalecimento da musculatura, corrigir a sua postura na hora da corrida e dar ao seu corpo, descanso de vez em quando.

A principal medida preventiva para manter o joelho saudável são treinos periódicos de força muscular, potência, resistência, equilíbrio e alongamentos.

Tratamento

Após a lesão ser diagnosticada, o médico decide se o tratamento será conservador ou cirúrgico, de acordo com a gravidade da rutura. Na maioria dos casos de lesões de meniscos em corredores, por tratar-se de lesões crónicas, o tratamento é conservador. O médico receita anti-inflamatórios específicos para diminuição da inflamação e alívio da dor. Outro procedimento muito utilizado por médicos da área do desporto é a infiltração de ácido hialurónico, que contribui para a lubrificação da articulação.

A fisioterapia é também ferramenta fundamental no tratamento da lesão do menisco. Na fase inicial, são utilizados recursos de eletroterapia e terapias manuais para reduzir os sintomas de edema e dor. Com a melhoria do quadro, inicia-se o fortalecimento muscular e o aumento gradual da intensidade e cargas, melhoria na amplitude de movimento e estabilização da articulação. Por fim, é feito um treino específico para o retorno seguro às atividades desportivas.

A cirurgia de menisco é uma das últimas opções: só ocorre quando as alterações degenerativas da articulação do joelho afetado já estão bem avançadas. Portanto, se não quer arriscar, previna-se!

 

Deixar Resposta