Dardo: de Carlos Cunha a Tiago Aperta

0
2758

O lançamento do dardo, tal como o salto em altura, não teve ainda atletas nacionais nas grandes competições internacionais (Jogos Olímpicos, Campeonatos do Mundo ou da Europa). Ao longo dos anos, dois atletas se destacaram especialmente: Carlos Cunha, o último recordista com o antigo engenho e o primeiro com o novo, e Tiago Aperta, atual recordista nacional e o único acima dos 75 metros.

Com o anterior engenho, mais planador, António Cadete foi o primeiro a passar os 50 metros, com 50,88 em 1937 e 50,98 em 1943. Seguiu-se outro atleta do Académico FC, do Porto, Edgar Tamegão, que lançou a 56,00 em 1949. O primeiro acima de 60 metros (60,32) foi Santinho das Neves, que entre 1959 e 1966 elevou o recorde de 57,04 (por Manuel Mendes) até 71,38. Apenas 18 anos depois o recorde seria batido, por Carlos Cunha, com 74,94.

O novo modelo surgiu em 1986 e foi Carlos Cunha, que terminou a época com 70,32, a ficar com o primeiro recorde oficial, que ele próprio ainda bateria seis anos depois (1992) para 70,46. Sucedeu-lhe João Reis, com 70,56 em 1993 e 70,68 em 1996; Filipe Ventura, com 71,41 e 72,49 em 1999; Elias Leal, com 72,73 em 2008; e, finalmente, Tiago Aperta, que já bateu o recorde quatro vezes, entre 73,21 em 2011 e 75,55 em 2012, ainda com idade sub’23.

Carlos Cunha, filho do antigo treinador Eduardo Cunha, é o dardista com melhor palmarés: 10 vezes campeão de Portugal (entre 1982 e 1996); 24 vezes internacional (entre 1982 e 1998); recordista com o antigo e atual engenho. Santinho das Neves, que repartiu a atividade pela então metrópole e Moçambique, chegou às 18 internacionalizações, entre 1961 e 1971. Com o antigo modelo, e para além de Carlos Cunha (74,94) e Santinho das Neves (71,38), também passaram os 70 metros Paulo Santos (73,64 em 1984) e Mário Silva (70,38 em 1981).

Entre os mais jovens, o destaque vai para Tiago Aperta, recordista nacional desde iniciado e quarto no Festival Olímpico da Juventude Europeia em 2009.

RECORDES NACIONAIS
Absolutos Tiago Aperta SL Benfica 75,55 2012
Sub’23 Tiago Aperta SL Benfica 75,55 2012
Juniores Tiago Aperta SL Benfica 73,94 2011
Juvenis (700 g) Tiago Aperta SC Abrantes 69,89 2009
Iniciados (600 g) Tiago Aperta SC Abrantes 61,30 2007
Infantis (400 g) Décio Andrade GD Estreito 47,57* 2010
* com o engenho de 500 g
OS + CAMPEÕES DE PORTUGAL
Carlos Cunha 10 (1982-1996)
António Cadete 6 (1932-1939)
Tiago Aperta 6 (2011-2016)
OS + INTERNACIONAIS
Carlos Cunha 24 (1988-1998)
Santinho das Neves 18 (1961-1971)
Mário Silva 13 (1967-1982)
Carlos Eufrásio 12 (1964-1976)
RECORDES DOS CAMPEONATOS NACIONAIS
Absolutos Tiago Aperta SL Benfica 73,09 2012
Sub’23 Filipe Ventura Sporting CP 70,95 1999
Juniores Tiago Aperta SL Benfica 73,94 2011
Juvenis (700 g) Tiago Aperta SC Abrantes 64,75 2008
PORTUGUESES NA TAÇA DA EUROPA/EUROPEU DE SELEÇÕES
Mais presenças:
João Reis 6 (1993-1998)
Filipe Ventura 6 (2000-2006)
Carlos Cunha 5 (1983-1991)
Melhor marca: Filipe Ventura 69,65 (2000)
Melhores classificações:
Na Superliga: 10º Elias Leal 2009
Na I Liga 5º Filipe Ventura 2003
5º Tiago Aperta 2013
PORTUGUESES NOUTRAS COMPETIÇÕES
FOJE (Festival Olímpico da Juventude Europeia)
Tiago Aperta 2009
Luís Almeida 2001

A seguir: decatlo

(Este artigo ficará igualmente arquivado no site www.atletismo-estatistica.pt)

Deixar Resposta