Rui Pinto e Inês Monteiro, esperanças nacionais para o Europeu de corta-mato

0
2601

Não são grandes as expetativas portuguesas para o Europeu de corta-mato que terá este domingo a sua 24ª edição em Samorin (Eslováquia). Já lá vai o tempo – edições iniciais no setor masculino e início deste século, no feminino – em que Portugal se apresentava (nas corridas de seniores) para lutar pelas vitórias (e foram três coletivas masculinas e oito femininas) ou pelos pódios (12 masculinos e 14 femininos). Nos últimos cinco anos (desde 2012), a melhor classificação individual masculina foi um 36º lugar de Fernando Silva em 2012 e a equipa foi 11ª nesse ano, 9ª em 2013 e não teve o mínimo de quatro atletas nos três anos seguintes. No setor feminino, Portugal ainda foi segundo em 2011 (depois de três vitórias consecutivas) e Dulce Félix esteve quatro anos no pódio (3ª-2ª-2ª-3ª) entre 2010 e 2013, depois do triunfo de Jéssica Augusto em 2010. Mas, nos últimos três anos, Portugal só teve equipa em 2016 (triste 9º lugar entre 12 formações) e a melhor, Salomé Rocha, foi sucessivamente 10ª, 21ª e 18ª.

As perspetivas, este ano, são ligeiramente melhores, mas sem grandes aspirações. No setor masculino, Portugal contará com o campeão nacional Rui Pinto, que chegou a ser terceiro (e duas vezes sexto) como júnior, entre 2009 e 2011, e depois desiludiu como sub’23 (33º e 28º). Regressa agora como sénior, bem mais experiente, esperando-se que possa entrar no top’10, posição que Portugal não alcança desde Youssef el Kalay, 6º em 2010. Dois outros atletas poderão alcançar classificações no top’20, o jovem Samuel Barata, desistente há um ano, mas com bons progressos entretanto, e o veterano Licínio Pimentel, 14º em 2009. Fecha a equipa Hugo Almeida, 53º em 2016 e que se espera possa fazer agora bem melhor.

ines_monteiro1No setor feminino, a principal figura será Inês Monteiro, na sua 14ª presença em Europeus (11ª enquanto sénior), 20 anos depois da estreia. Para além do título (e de um 2º lugar) como júnior, foi 3ª sénior em 2008 e 5ª em 2009. Regressou há um ano, com um 21º lugar e terá como objetivo primeiro melhorar agora essa posição, aproximando-se o mais possível do top’10. Catarina Ribeiro, 10ª júnior em 2009 e 10ª sub’23 em 2012, será, teoricamente, a segunda atleta nacional. Foi 31ª em 2014, aquando da sua última presença, e espera-se que possa agora subir vários lugares. A novidade na equipa será a estreante Marta Pen, que tem estado bem nos Estados Unidos e se espera que não se ressinta da triste (e bem dispensável) campanha que foi movida contra a sua seleção. Completam a equipa Ana Ferreira (34ª sub’23 em 2010) e Susana Godinho (48ª sub’23 em 2013). Fazer melhor que o nono lugar coletivo de há um ano é objetivo… mínimo.

Nos escalões jovens, as expetativas são baixas. Nas duas últimas épocas (12 atletas sub’23 e juniores em 2016; 13 atletas em 2015), todos ficaram na segunda metade das respetivas classificações. E, em 2013, só dois dos nove atletas se classificaram na primeira metade. Dos atletas deste ano, o sub’23 André Pereira é o mais conhecido, esperando-se que possa fazer bem melhor que o 43º lugar de há um ano. Coletivamente, Portugal foi então 9º (em 10 equipas) nos sub’23 e 11º (em 14) nos juniores (no setor jovem feminino não houve número suficiente de atletas). Desta vez, Portugal apresentará quatro atletas em cada escalão. Mas com escassas hipóteses de brilhar coletivamente. A seleção nacional foi campeã júnior masculina em 2000 (e 2ª em 1997, 2001 e 2010) e foi vice-campeã júnior feminina em 1999. Nos sub’23, a equipa feminina foi 3ª em 2011 e a masculina nunca conseguiu melhor que sétimos lugares em 2009 e 2010. Mas os últimos anos têm sido muito modestos.

Eis a constituição das equipas nacionais, com indicação do número de presenças anteriores e das suas melhores classificações e respetivo ano:

SENIORES (M)                                                                 

Rui Pinto (Benfica)                            5         3ºjun               2010

Samuel Barata (Benfica)                    5         46ºs23            2014

Licínio Pimentel (Sporting)                4         14º                  2009

Hugo Almeida (SC Braga)                 1         53º                  2016

 

SENIORES (F)                                                                  

Inês Monteiro (Sporting)                   13        1ªjun                  1999

Catarina Ribeiro                                 8         10ªj/10ªs23       2009/12

na M. Ferreira (Sporting)                   3         34ªs23                2010

Susana Godinho (Sporting)                3         48ªs23               2013

Marta Pen (Benfica)                         est.

 

SUB’23 (M)                                                                         

André Pereira (Benfica)                     3         43ºs23             2016

Miguel Marques (Sporting)                4         24ºjun              2013

Hugo Ganchas (Benfica)                    1         45ºs23             2016

Francisco Rodrigues (SC Braga)        1         64ºs23              2016

 

SUB’23 (F)                                                                          

Rute Simões (Grecas)                       est.

Helena Alves (UD Várzea)                 est.

Lília Martins (Sporting)                      2         58ªjun.             2015/16

Sónia Ferreira (UD Várzea)                4         36ªs23              2016

 

JUNIORES (M)                                                                 

Isaac Nader (Benfica)                     est.

Miguel Mascarenhas (Benfica)         est.

Filipe Vitorino (CN Rio Maior)          1         58ºjun.            2016

Ricardo Ferreira (Ingleses FC)         est.

 

JUNIORES (F)                                                                  

Rita Ribeiro (Sporting)                     est.

Beatriz Rodrigues (Sporting)            est.

Manuela Martins (Maratona)            est.

Mariana Machado (SC Braga)           est.

Deixar Resposta