Depois de Berlim, a luta de Inês Henriques é agora pelos 50 km nos Jogos Olímpicos de Tóquio

0
1757

Campeã mundial e europeia dos 50 km marcha, Inês Henriques não se tem limitado a lutar pelas medalhas nestes últimos anos. A sua luta vai muito mais além e tem passado pelo reconhecimento das autoridades da modalidade no direito às mulheres em participarem nas mesmas distâncias dos homens.

Segue-se agora a luta pela integração da distância nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020. Inês está a ser auxiliada pelo advogado norte-americano Paul Demeester, o mesmo que já a ajudou a poder competir no último Mundial e agora em Berlim.

Na chegada ao aeroporto de Lisboa, Inês mostrou-se otimista em poder correr os 50 km marcha em Tóquio.  “O advogado que me ajudou na introdução dos 50 km nos Mundiais e nos Europeus está a trabalhar para o conseguir nos Jogos Olímpicos. Não é fácil. O ano passado tivemos sete atletas no Campeonato do Mundo, agora tivemos 19 nos Europeus e com grande qualidade. É algo a que temos direito, acredito que vamos conseguir. Temos o direito de ter a mesma oportunidade que os homens”.

 

 

Deixar Resposta