Eleições para a Federação já em movimento

0
213

Previstas para 31 de outubro, as eleições federativas para o próximo quadriénio começam a movimentar-se, devendo ser três os candidatos: o atual presidente, Jorge Vieira, que tentará um terceiro mandato (depois dos 20 anos de Fernando Mota, entre janeiro de 1993 e dezembro de 2012); António Nobre, ex-vice-presidente de Fernando Mota e derrotado nas eleições de há quatro anos por escassa margem (31-27); e Luís Jesus, presidente da Associação de Atletismo de Lisboa e da Associação de Veteranos.

Dos dois candidatos ao cargo agora ocupado por Jorge Vieira, tem sido António Nobre, oficial da força aérea e já com um longo currículo na federação, o mais ativo. Tornou pública a sua candidatura em março e ainda recentemente se manifestou contra as movimentações de última hora das associações de atletas e treinadores, inativas há vários anos e que agora preparavam atos eleitorais, com vista a exercerem o direito de voto nas eleições federativas. A Associação de Treinadores acaba de fazer a votação, ganha por José Silva (treinador de Carlos Nascimento, entre outros), com 72 votos, contra 31 de José Praia. Na Associação de Atletas, o presidente da Assembleia Geral ter-se-á recusado a fazer eleições nesta altura.

Entretanto, reuniu-se a Assembleia Geral da Federação, a qual, por proposta do presidente Jorge Vieira, antecipou o ato eleitoral para 31 de outubro, de forma a permitir a apresentação, em novembro, do plano de atividades. Foi também aprovada uma proposta no sentido de impedir a votação aos sócios extraordinários da Federação (atletas de alta competição, treinadores, organizadores de provas, veteranos, juízes, trail) que tenham mais de três faltas injustificadas nas assembleias gerais federativas.

A três meses das eleições, é natural que a campanha eleitoral se acentue. E espera-se que Luís Jesus aborde publicamente a sua candidatura, até agora apenas manifestada em conversas particulares.

Deixar Resposta