Elena Furk (3ª) em bom plano no Troféu Ibérico Juvenil de provas combinadas

0
235

Embora a maioria (quatro em sete) dos atletas nacionais tenham melhorado as suas marcas relativamente às do Campeonato Nacional, apenas Elena Furk (3ª) e Sisínio Ambriz (4º) superaram alguns atletas espanhóis no Troféu Ibérico de provas combinadas, este fim-de-semana realizado em Madrid. Mas enquanto a atleta açoriana bateu o seu recorde pessoal, de 3403 em 2019 (nesta mesma competição, então realizada em Pombal) para 3507 agora e, relativamente à prova nacional de há duas semanas (3353 p), fez melhor em quatro das cinco provas, o benfiquista, que liderava (embora por escassa margem) no final da 1ª jornada, fraquejou na 2ª e caiu para 4º lugar, com 4792 pontos, contra os 4993 p. de há duas semanas, fazendo agora melhor em três das sete provas. No final, a Espanha foi natural vencedora, com 26.158 pontos, contra 23.237 de Portugal.

No pentatlo, todo realizado no sábado e ganho pela espanhola Alba Ramirez, com 3769 pontos, Elena Furk esteve bastante bem. Apenas no peso ficou aquém da sua marca de há duas semanas. Obteve 9,54 nas barreiras, 1,68 na altura, 10,24 no peso, 5,25 no comprimento e 2.29,14 nos 800 m. Maria Miguel Andrade foi 6ª, melhorando de 3130 para 3162 pontos, enquanto Lurdes Oliveira foi 7ª, passando de 3020 para 3108 pontos.

No heptatlo, Sisínio Ambriz ganhou os 60 m barreiras e foi segundo nos 60 m e comprimento, mas é bem mais fraco na vara (6º) e nos 1000 m (7º). As suas marcas: 7,15 nos 60 m, 6,99 no comprimento, 11,06 no peso, 1,92 na altura, 8,10 nas barreiras, 3,13 na vara e 3.14,99 nos 1000 m. A prova foi ganha pelo espanhol Daniel San Juan, com 5127 pontos. Manuel Vieira foi 6º, melhorando de 4314 no recente Nacional para 4363 (8º juvenil de sempre), e Francisco Silva foi 7º, passando o recorde pessoal de 3989 para 4205 pontos (10º no ranking nacional juvenil). Halvan Almeida não marcou na vara e fez os 1000 m apenas para completar a prova, sendo 8º e último no heptatlo com 3364 pontos, naturalmente longe da sua valia.

Há um ano, em Pombal, todos os portugueses ficaram atrás dos espanhóis.

Deixar Resposta