Etiópia e Quénia dominam 94ª São Silvestre de S. Paulo

0
488

Vencedor precisou depois de atendimento médico devido a crise de fadiga

Os atletas africanos dominaram a 94ª Corrida de São Silvestre de S. Paulo, ontem disputada. Em masculinos, o mais rápido foi o etíope Belahy Bezabh e entre as mulheres, a queniana Sandrafelis Tuei, foi a primeira a cortar a meta. Além dos vencedores, os dois pódios foram completados por corredores africanos, à exceção apenas para um atleta do Bahrein. Os brasileiros melhores colocados foram Giovani dos Santos e Jenifer Nascimento Silva, ambos em oitavo lugar.

Masculinos
1º Belay Bezabh (Etiópia) – 45m03s
2º Dawitt Adamsu (Bahrein) – 46m06s
3º Amdework Tadese (Etiópia) – 45m13s
4º Emmanuel Gisamoda (Tanzânia) – 45m23s
5º Maxwell Kortech Rotich (Uganda) – 45m45s

Femininos 
1ª Sandrafelis Tuei (Quênia) – 50m02s
2ª Pauline Kamulu (Quênia) – 50m19s
3ª Mestawut Truneh (Etiópia) – 52m45s
4ª Esther Kakuri (Quênia) – 52m47s
5ª Birthukan Alemu (Etiópia) – 53m06s

O vencedor, Belay Bezabh, precisou depois de atendimento médico, sendo encaminhado para um hospital da cidade. O atleta de 23 anos, ainda conseguiu subir os degraus do Teatro Gazeta para receber o prémio no pódio. Seguidamente, dirigiu-se para o espaço reservado para a entrevista coletiva e ao entrar no local, deitou-se no chão. Teve de ser retirado de maca, não chegando a falar com os jornalistas.

Segundo a assessoria de imprensa da São Silvestre, Bezabh teve uma crise de fadiga e queixou-se de dores no peito, mas o relatório médico indicou que a sua situação era estável.

Deixar Resposta