Ex-campeão olímpico veio a Lisboa falar sobre a sua história como mulher transgénero

3
2822

Caitlyn Jenner esteve pela primeira vez na capital portuguesa e falou da sua experiência de transição, das dificuldades em se assumir e dos Jogos Olímpicos. O ex-atleta esteve no Web Summit, no passado dia 9 de novembro, e deixou as suas quatro palavras chave para o sucesso: apostar (gamble), enganar (cheat), mentir (lie) e roubar (steal).

“Para mim, só esta oportunidade de falar com vocês é um progresso fantástico” afirmou assim que entrou em palco.

Caitlyn Jenner, que nasceu como Bruce Jenner e ganhou a medalha de ouro no decatlo durante os Jogos Olímpicos de Verão de 1976, referiu que começou a dar palestras há 40 anos. As suas conversas falavam de motivação, de ultrapassar obstáculos e dos JO mas nessa altura sentia-se uma fraude porque debaixo do seu fato, tinha colocado um soutien e ninguém sabia.“Finalmente posso apresentar-me a uma audiência e sim, por baixo tenho cuecas e soutien”, acrescentou.

“Sem mais segredos. Esta é a única forma de vivermos a nossa vida” disse, arrancando um forte aplauso da audiência. “Eu venho aqui para contar a minha história e a minha experiência. Não sou a representante oficial da comunidade trans”, explicou o ex-atleta.

Jenner lançou ainda uma questão às mulheres na plateia, “quando é que soubeste que eras uma rapariga?”, comentando que para estas é um dado adquirido mas que para um transgénero esse é um pensamento constante que não desaparece simplesmente de um momento para o outro.

Segundo estrela televisiva do reality show Keeping up with the Kardashians, o “T” de LGBT é “de longe o menos compreendido e financiado”. “Ser trans não tem nada que ver com a sexualidade mas sim com a identidade”, alertou.

Caitlyn Jenner admitiu ter lutado com esta questão durante grande parte da sua vida, nomeadamente nos anos 80, em que teve várias depressões e “não foi uma boa pessoa.”

“Durante 23 anos, eu criei os meus filhos mas os meus problemas não desapareceram. A minha vida era um inferno” referiu a ex-atleta olímpica sobre o que viveu, tendo acrescentado que acabou por aceitar que tinha de “viver a vida de forma autêntica”

A sua transição teve inicio em 1999. “A primeira coisa que fiz foi falar com a minha família, porque quando se passa por algo assim não se trata apenas da nossa transição, da mudança drástica em que nós vamos entrar: a nossa família também passa por tudo isso.”

Jenner anunciou ao mundo que era uma mulher em 2015 e agora está envolvida em angariação de fundos para várias organizações de ajuda a transgéneros e quer criar a sua própria fundação.

No final da sua intervenção, Caitlyn Jenner deixou as suas quatro palavras para o sucesso, que segundo disse já são da altura em que era atleta. São elas: apostar (gamble), enganar (cheat), mentir (lie) e roubar (steal).

“Apostem em vocês mesmos, a vida é uma grande aventura. Enganem todos os que não vos querem, rodeiem-se de boas pessoas; deitem-se (dado que lie também pode ser deitar) com os que amam e por fim, roubem cada momento de felicidade”, concluiu o ex-atleta, não sem antes agradecer a oportunidade de ter contado a sua história e pedir que aos presentes que ajudem os transgéneros a integrarem-se na sociedade.

3 Comentários

  1. Menina Mafalda, se escreve para um site dedicado ao atletismo devia saber que o/a atleta foi CAMPEÃO olímpico. Não CAMPEÃ

Deixar Resposta