Federação internacional divulga guia de prevenção para as próximas competições

0
320

A federação internacional (World Athletics) acaba de publicar um guia para prevenção contra o coronavírus destinado aos organizadores das próximas competições de ar livre. O extenso trabalho, elaborado pelo departamento de saúde e ciência da World Athletics, destina-se aos atletas e a todos quantos os rodeiam nas competições, desde treinadores a juízes, voluntários, médicos e jornalistas, e prevê diversas situações, desde as chegadas dos atletas aos aeroportos ou estações de comboios e a sua deslocação para os hotéis às zonas de aquecimento (ao ar livre e de acesso controlado à pista) e às câmaras de chamada (onde o uso de máscaras também é obrigatório).

O guia estabelece depois normas para a entrada no estádio, com completa separação entre espetadores e pessoal acreditado, devendo este usar sempre máscara e desinfetante para as mãos. No decorrer da competição deve ser mínimo o número de pessoas na pista e, nas corridas, os atletas devem tentar manter a distância possível face ao público e aos juízes.

Depois, o guia especifica normas para as várias especialidades. Exemplos: os blocos de partida e os testemunhos das estafetas devem ser limpos após cada prova; na vala de água da prova de obstáculos deve ser adicionado cloro; os atletas devem evitar tocar nas barreiras aquando do aquecimento, as quais devem ser limpas nesse caso; antes de cada ensaio nos saltos verticais, os atletas devem desinfetar as mãos e as zonas de queda devem ser convenientemente limpas; na caixa de areia dos saltos horizontais, deve ser misturado um produto biodegradável mas que não seja agressivo para a pele dos atletas; os juízes dos lançamentos devem lavar as mãos sempre que pegarem nos engenhos; nas provas combinadas, os atletas devem descansar ao ar livre entre cada prova e os seus treinadores devem contactá-los por via eletrónica; a zona de entrevistas deve ter um vidro que separa atletas e jornalistas; não são recomendadas cerimónias de entrega de medalhas mas são encorajadas soluções digitais alternativas.

Estas e muitas outras recomendações constam de um extenso documento que pode ser encontrado na página da federação internacional (https://www.worldathletics.org/) mas não se limita o número de atletas nas corridas em pistas separadas nem nas corridas de meio-fundo. A preocupação centra-se essencialmente nos momentos imediatamente a seguir ao final de cada prova, recomendando-se que os atletas não se cumprimentem ou abracem.

Deixar Resposta