Liga Diamante com novo calendário entre Agosto a Outubro

0
332

A World Athletics anunciou ontem o novo calendário internacional, alterado devido à pandemia. O primeiro meeting marcado será a 11 de Agosto em Turku, na Finlândia, e o último em 17 de Outubro, em Wanda, na China.

O organismo indicou que este calendário foi fruto do compromisso da maioria dos diretores dos meetings da Liga Diamante e do Continental Tour Gold, em organizar os seus eventos nas datas agora reprogramadas e decidiram começar a temporada depois do fim de semana de 8 e 9 de Agosto, reservado para os diferentes Campeonatos Nacionais.

A World Athletics decidiu que perante a incerteza do coronavírus, os organizadores da Liga Diamante anunciaram que serão “meetings individuais” e que não haverá pontuações individuais, “pelo que não haverá vencedores gerais da Liga este ano e a final de Zurique não se levará a cabo”.

Cancelado meeting de Londres

A Associação Britânica de Atletismo confirmou ontem que o meeting da Liga Diamante previsto para o dia 4 de Julho no Estádio Olímpico de Londres não se poderá realizar, devido à pandemia.

Calendário 2020

AGOSTO

11: Turku (Continental Tour Gold)

14: Mónaco (Wanda Diamond League)

16: Gateshead (Wanda Diamond League)

20: Szekesfehervar (Continental Tour Gold)

23: Estocolmo (Wanda Diamond League)

SETEMBRO

2: Lausanne (Wanda Diamond League)

4: Bruxelas (Wanda Diamond League)

6: Paris (Wanda Diamond League) Aguarda confirmação

6: Silésia (Continental Tour Gold)

8: Ostrava (Continental Tour Gold)

15: Zagreb (Continental Tour Gold)

17: Nápoles (Wanda Diamond League)

19: Shanghai (Wanda Diamond League)

26: Nairobi (Continental Tour Gold)

OUTUBRO

4: Eugene (Wanda Diamond League)

9: Doha (Wanda Diamond League)

17: Mundial de Meia Maratona

17: China (Wanda Diamond League)

Dos eventos da Série Mundial de Atletismo programados para este ano, apenas se disputará o Campeonato do Mundo de Meia Maratona, na cidade polaca de Gdynia.

“À medida que temos superado os desafios apresentados pela pandemia e a interrupção que causou ao nosso desporto, a nossa primeira prioridade foi a saúde e a segurança dos nossos atletas. E a seguinte foi encontrar a maneira de os nossos atletas profissionais voltarem a competir internacionalmente este ano, já que os seus ganhos dependem de isto”, afirmou Sebastian Coe.

“Inevitavelmente, as restrições internacionais para viajar afetarão a capacidade de alguns atletas para participarem nalguns meetings, mas esperamos que haja uma ampla gama de meetings disponíveis para que a maioria dos atletas de elite acedam a alguma competição antes do final do ano”, acrescentou o presidente da World Athlertics.

Deixar Resposta