Luta ponto a ponto no Benfica-Sporting do Nacional da I Divisão

0
2726

foto-benficaO Nacional da I Divisão de pista coberta, que juntamente com a II se realiza este fim-de-semana, em Pombal, promete uma luta ponto a ponto entre Benfica e Sporting no setor masculino, como há alguns anos não se via, sendo imprevisível o desfecho final. Já no setor feminino, a superioridade do Sporting é enorme, pelo que será campeão pela 22ª vez nos últimos 23 anos (a exceção foi o FC Porto em 2010, com uma equipa recheada de estrangeiras).

Depois de 16 títulos consecutivos do Sporting entre 1996 e 2011, o Benfica passou a dominar o setor masculino e vai em cinco títulos consecutivos, alguns deles por boa margem. Este ano, o Sporting reforçou-se e o Benfica viu dois dos seus atletas lesionarem-se, aparentemente com gravidade, no passado fim-de-semana – o velocista Diogo Antunes e o triplista Tiago Pereira.

Numa luta direta, o Benfica leva aparente vantagem, devendo levar a melhor em sete provas, contra quatro do Sporting: nos 200 m (embora David Lima ainda não se tenha “mostrado” esta época, ao contrário de Ancuiam Lopes e Carlos Nascimento), 400 m (Vítor Ricardo Santos), altura (Paulo Conceição), vara (Diogo Ferreira), comprimento (Marcos Chuva… apesar de Nelson Évora!), peso (Tsanko Arnaudov) e 4×400 m. O Sporting é favorito nos 60 m (Carlos Nascimento… sem Diogo Antunes), 60 m barreiras (Rasul Dabo), triplo (Nelson Évora) e marcha (João Vieira). Muitas dúvidas – e provavelmente decisivas – nos 800 m (Sandy Martins foi campeão nacional mas Miguel Moreira não esteve), 1500 m e 3000 m (Hélio Gomes não está inscrito pelo Sporting mas Emanuel Rolim perdeu face a Guilherme Pinto nos 1500 m do Campeonato de Portugal).

O Benfica parece em vantagem em termos de triunfos individuais, mas tem duas provas nas quais dificilmente será segundo: nas barreiras, João Fontela (J. Vidigalense) tem sido superior a Hélio Vaz; no triplo, sem Tiago Pereira, o júnior Pedro Pinheiro não deverá conseguir superar Ricardo Jaquité (SC Braga) e Miguel Marques (J. Vidigalense). A ser assim, o Benfica perderá aqui três pontos que equilibrarão as contas. A menos que Marco Fortes ainda não esteja em condições e Herédio Costa, seu eventual substituto, não supere Adriano Lopes (SC Braga) no peso.

Em suma, uma luta ponto a ponto, que não permite qualquer deslize, tipo falsa partida, desclassificação, “zero” na vara…

Raparigas do Sporting perto do «pleno»

No setor feminino, a curiosidfoto-pista-cobertaade residirá no número de provas que o Sporting não ganhará, tal a sua superioridade. Nos rankings da época, apenas nos 200 m (a benfiquista Rivinilda Mentai), 3000 m (Marta Pen, que estará ausente, e Inês Monteiro, CA Seia) e comprimento (Evelise Veiga, J. Vidigalense) superam as sportinguistas. Mas haverá que contar com Lorène Bazolo (embora muito melhor em 60 que 200 m) e, eventualmente, Jéssica Augusto. Também nas barreiras a jovem Marisa Carvalho poderá impedir a vitória do Sporting (Olímpia Barbosa ou Eva Vital).

Quem fechará os pódios?

Mas o Nacional não se resume à luta pelos títulos, havendo também equilíbrio nos despiques pelas restantes classificações. Nos homens, o CA Seia conseguiu em 2016 um inédito 3º lugar, superando Jardim da Serra (4º) e J. Vidigalense (caíu de 2º em 2015 para 5º). Este ano, haverá também que contar com o SC Braga (6º em 2016).

Nas mulheres, a J. Vidigalense está no pódio há quatro anos (em 2015 até superou o Benfica!) e tentará manter-se.

A anteceder a I Divisão, disputar-se-á a II Divisão, este ano – e muito bem – com horários diferenciados.

Eis as equipas concorrentes às duas divisões, com indicação das respetivas classificações em 2016.

I DIVISÃO (sábado, 15.30/17.30h; domingo, 15.30/18.00h)

 Masculinos:                     2016                               Femininos:                  2016

Benfica                               1º                                  Sporting                         1º

Sporting                             2º                                  Benfica                           2º

CA Seia                              3º                                  J. Vidigalense                 3º

Jardim da Serra                  4º                                  Srª Desterro                  4º

J.  Vidigalense                    5º                                   Jardim da Serra             5º

SC Braga                            6º                                  Grecas                           6º

Gira Sol                             7º                                  SC Braga                         7º

Srª Desterro                      1ºII                                GA Fátima                      4ºII

II DIVISÃO (sábado, 13.00/15.10 h; domingo, 12.45/15.10 h)

Masculinos:                     2016      Femininos:                      2016

Grecas                               8ºI         ADRE Palhaça                    8ºI

Esc. Movimento                 3º           Maia AC                             1º

GA Fátima                         4º           Gira Sol                             3º

NA Cucujães                      5º           UC Eirense                          5º

Campismo SJM                  6º           Esc. Movimento                  6º

J. Ilha Verde                      7º           CO Pechão                         8º

AC Vermoil                         –             NA Cucujães                       –

Maia AC                              –            Sal. Manique                       –

 

Deixar Resposta