Martelo: Vítor Costa foi caso especial

0
91

Único português em grandes competições nos últimos quase 50 anos, Vítor Costa, recordista nacional, é um caso especial na história do lançamento do martelo, marcada também por quatro outros recordistas, os quais, juntamente com o atual, bateram nada menos de 47 recordes nacionais nos últimos 90 anos.

Vítor CostaCom 14 marcas a 75 metros ou mais, Vítor Costa, português residente em França, dominou por completo desde 1992, ainda júnior. Embora sem brilhar, esteve em dois Jogos Olímpicos (2004 e 2008), dois Mundiais e dois Europeus, algo que, antes, apenas Eduardo Albuquerque (Jogos de Roma’1960) e Carlos Sustelo (Europeu de Atenas’1969) haviam logrado. Foi 30 vezes internacional no martelo e 14 vezes campeão nacional.

Antes, a história da especialidade ficou marcada por outros nomes: Herculano Mendes foi o primeiro acima de 35 metros (35,02), em 1928, batendo o recorde 11 vezes até o fixar em 47,37 em 1939. Seguiu-se Manuel da Silva, com um só recorde: 48,41 em 1945. Com uma longa carreira de duas décadas, Eduardo Albuquerque levou depois o recorde de 49,34 (em 1956) até 58,71 (em 1961), batendo-o 14 vezes. Seguiu-se Carlos Sustelo, com mais 6 recordes, entre 58,94 em 1967 e 65,36 em 1971. Até que chegou a vez de Vítor Costa e os seus 15 recordes nacionais, de 66,66 em 1993 a 76,86 em 2004.

Outro nome não deve ser esquecido: Dário Manso, segundo português de sempre com 74,98 (em 2007), “tapado” pelo recordista nacional. Um terceiro português acima dos 70 metros é António Vital Silva (71,48 em 2017), embora aquém do que prometeu enquanto jovem: continua recordista nacional de iniciados e juvenis.

Referências ainda para José Pedroso, com 29 internacionalizações no martelo ao longo de 20 anos (1966 a 1986), e Eduardo Albuquerque, com 22 internacionalizações (entre 1951 e 1970). Herculano Mendes é o atleta mais vezes campeão nacional: 16, entre 1928 e 1944. Vítor Costa ficou a dois títulos…

RECORDES NACIONAIS  
Absolutos Vítor Costa Sporting CP 76,86 2004  
Sub’23 Vítor Costa SL Benfica 72,32 1996  
Juniores (6 kg) Vítor Costa (França) 76,30 1993  
Juniores (7,26 kg) Vítor Costa (França) 69,56 1993  
Juvenis (5 kg) António Vital Silva FC Porto 76,07 2005  
Iniciados (4 kg) António Vital Silva FC Porto 72,51 2003  
Infantis (3 kg) Décio Andrade GD Estreito 60,86 2010  
OS + CAMPEÕES DE PORTUGAL  
Herculano Mendes 16 (1928-1944)  
Vítor Costa 14 (1992-2007)  
José Pedroso 13 (1973-1986)  
Eduardo Albuquerque 9 (1951-1964)  
Dário Manso 9 (2008-2017)  
OS + INTERNACIONAIS  
Vítor Costa 30 (1993-2008)  
José Pedroso 29 (1966-1986)  
Eduardo Albuquerque 22 (1951-1970)  
Dário Manso 17 (2004-2014)  
Carlos Sustelo 15 (1965-1974)  
RECORDES DOS CAMPEONATOS NACIONAIS  
Absolutos Vítor Costa (França) 74,44 2001  
Sub’23 Vítor Costa SL Benfica 67,66 1996  
Juniores (6 kg) António Vital Silva SL Benfica 70,43 2007  
Juvenis (5 kg) António Vital Silva FC Porto 74,24 2005  
PRINCIPAIS CLASSIFICAÇÕES NAS GRANDES COMPETIÇÕES
JO 3 27º Vítor Costa 72,47 Atenas 2004
CM 2 33º Vítor Costa Berlim 2009
Vítor Costa 70,06 Osaca 1997
CE 4 16º Carlos Sustelo Atenas 1969
Vítor Costa 72,43 Munique 2002
Nota: a seguir à competição (J. Olímpicos, C. Mundo, C. Europa), indica-se o número de atletas

portugueses presentes no conjunto de todas as edições, as classificações no top’16 (JO. CM)

ou top’8 (CE), os melhores tempos nacionais na prova e os locais e anos dessas classificações.

PORTUGUESES NA TAÇA DA EUROPA/EUROPEU DE SELEÇÕES  
Mais presenças:  
Vítor Costa 15 (1993-2008)  
José Pedroso 9 (1973-1985)  
Dário Manso 5 (2009-2014)  
Melhor marca: Vítor Costa 73,29 (2000)  
Melhores classificações:  
Na Superliga: 11º Dário Manso 2009  
Na I Liga 3º Vítor Costa 1997-2005  
PORTUGUESES NOUTRAS COMPETIÇÕES  
Campeonato da Europa de Juniores:  
Dário Manso 2011  
FOJE (Festival Olímpico da Juventude Europeia)  
Rúben Antunes 2015  

A seguir: dardo

(Este artigo ficará igualmente arquivado no site www.atletismo-estatistica.pt)

Deixar Resposta