Meeting Zurique: Noah Lyles bate recorde mundial dos 200 m em… 185 m!

0
283

Inacreditável! Durante alguns segundos, quem viu a prova de 200 m inscrita no meeting de Zurique, assistiu ao norte-americano Noah Lyles terminar em 18,90 s, marca que suplantava largamente o anterior recorde mundial de Usain Bolt com 19,19 s.

Mas este recorde era falso porque Lyles, a correr só na pista de Bradenton, na Flórida, foi mal colocado na linha de partida e não correu mais que 185 metros! Para além de ter corrido uma distância inferior, fê-lo com um vento favorável a 3,7 m/s. Os seus adversários, o francês Christophe Lemaitre em Zurique e o holandês Churandy Martina em Papendal, correram a distância correta em 20,65 e 20,81, respetivamente.

O meeting de Zurique, organizado simultaneamente em sete estádios na Europa e Estados Unidos, devido à pandemia do coronavírus, teve outras provas. Para além do triplo salto vencido pelo português Pedro Pichardo com 17,40 m, a prova das 100 jardas (91,4 m) foi vencida pelo francês Jimmy Vicaut, em 9,72 s, seguido do canadiano Andre de Grasse com 9,78.

Na vara, o norte-americano Sam Kendricks venceu em 5,81 m, com o polaco Piotr Lisek a saltar 5,66 e o francês Valentin Lavillenie a falhar os três saltos iniciais a 5,36.

Em femininos

A norte-americana Sandi Morris dominou a vara com 4,66 m, derrotando a sueca Angelica Bengtsson e a grega Katerina Stefanidi.

Outra norte-americana, Allyson Felix, com 34 anos, foi a mais rápida dos 150 m com 16,81 s, novo recorde pessoal. Shaunae Miller-Uibo fez 17,15 e a suíça Mujinga Kambundji terminou em 17,28.

Na estafeta 3×100 m, uma equipa das Bahamas venceu em 32,26 s, seguida da Suíça com 32,50 e da Holanda com 32,94.

Nos 300 m barreiras, a norte-americana Georganne Moline obteve a melhor marca mundial do ano com 39,08 s, derrotando a suíça Lea Sprunger (39,25) e a checa Zuzana Hejnova (70,97).

 

 

Deixar Resposta