Mundial Doha | O gesto exemplar do guineense Braima Dabó na eliminatória dos 5.000 metros

0
898

O guineense Braima Dabó deu ontem um enorme exemplo de desportivismo na eliminatória dos 5.000 metros ao ajudar Jonathan Busby, de Aruba, pequena ilha das Caraíbas, a cortar a meta.

“Sinto-me orgulhoso por representar o meu país ao mais alto nível, apesar de não ter batido o meu recorde pessoal. Já vinha a sofrer quando faltavam três voltas e percebi que essa meta estava fora do meu alcance. Tinha as pernas pesadas e estava a custar-me bastante fazer a última volta, mas, quando reparei que ele precisava de ajuda, fiz o que qualquer um estaria disposto a fazer naquela posição”, disse Dabó à agência Lusa.

Quando faltavam cerca de 250 metros para o final da prova, Busby já não conseguia manter-se de pé e teve de ser Dabó a recuar e a carregá-lo até à meta. Este bonito gesto do atleta guineense que corre em Portugal pelo Maia Atlético Clube mereceu grandes aplausos por parte dos espetadores. Por não poder ser ajudado, Busby acabou por ser desqualificado pelo júri. Dabó foi naturalmente último com 18.10,87.

 

 

Deixar Resposta