Par de ténis de corrida com 47 anos valeu 437.500 dólares num leilão

0
339

Uns ténis criados para corredores dos Jogos Olímpicos de 1972, em Munique, bateram o recorde já pago por um sapato desportivo. Num leilão realizado nesta terça-feira pela Sotheby’s, um par de ténis modelo “Moon Shoe”, da Nike, foi vendido por 437.500 dólares.

O valor superou em 130% o recorde anterior desembolsado por um sapato desportivo. A marca pertencia ao par da Converse usado por Michael Jordan na final dos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, na vitória dos Estados Unidos sobre a Espanha. Os sapatos foram então vendidos em 2017 por 190.373 dólares.

O comprador dos sapatos mais caros do mundo foi o colecionador canadiano Miles Nadal, que pretende criar um museu particular em Toronto. – “Estou muito satisfeito por ter adquirido o icónico Nike “Moon Shoes”, um dos mais raros ténis já fabricados e um importante item na história dos desportos e da cultura pop”, afirmou o colecionador.

Ele já havia comprado diretamente outros 99 pares do mesmo lote oferecido pela Sotheby´s por 850 mil dólares.

O valor pago superou em muito a estimativa da casa de leilões pelo item, que era de 160 mil dólares.

O agora sapato desportivo mais valioso do mundo foi fabricado em 1972 com uma tiragem de apenas 12 exemplares. O que foi vendido agora é o único que é considerado não usado. O modelo tem a famosa sola tipo “waffle”.

Deixar Resposta