Parlamento russo aprova lei que criminaliza coação de atletas para doping

0
2460

O Parlamento russo aprovou uma lei que criminaliza treinadores e dirigentes por coagirem atletas a utilizar drogas que reforcem o desempenho desportivo.

A proposta, aprovada por unanimidade, inclui penas de prisão até um ano para treinadores condenados por coagir atletas, especialmente menores de idade, a tomar substâncias ilícitas que melhorem o desempenho desportivo. A lei terá agora de ser aprovada pelo senado e pelo presidente, Vladimir Putin.

O presidente do Comité Olímpico da Rússia e deputado russo, Alexander Zhukov, considera que a nova lei demonstra a “absoluta intolerância” do governo em relação ao doping.

A medida surge quando a Agência Mundial Antidopagem (AMA) se prepara para publicar, até ao final do ano, a segunda parte de um relatório sobre doping no desporto russo.

Deixar Resposta