Perto de 30 atletas a caminho do Europeu de Berlim

1
2258

São já 28 os atletas com mínimos (ou marcas de qualificação) para o Campeonato da Europa de Berlim deste ano (7 a 12 de agosto), devendo ultrapassar-se a trintena de presenças, mesmo assim bem aquém das 40 a 42 verificadas em Munique’2002 (40), Barcelona’2010 (42) e Zurique’2014 (41), em boa parte por “culpa” da escassez de maratonistas (apenas um, contra 9 em 2010, 8 em 2014 e 5 em 2002). Mas as estafetas podem vir a dar uma ajuda…

Os critérios de seleção da Federação Portuguesa basearam-se nos mínimos internacionais (marcas de qualificação B) mas juntaram marcas mais exigentes (marcas de qualificação A). De uma forma geral, quem tiver feito marcas A em 2017 terá de fazer marcas B em 2018 para confirmar o seu estado de forma. E nem todos os atletas com marcas B terão lugar na seleção, pois apenas será admitido um por prova, a menos que seja sub’23. Para já, apenas excedem esse limite Diogo Ferreira e Edi Maia na vara e Salomé Rocha ainda não tem lugar nos 10000 m, já com três atletas com marcas A. Conseguiram marcas de qualificação A em 2017, mas ainda não as confirmaram este ano, David Lima, Francisco Belo, Patrícia Mamona e Susana Costa, vindos de lesões. O prazo para obtenção de marcas (exceto maratona e 50 km marcha) termina a 29 de julho e a seleção será divulgada dois dias depois. As 16 melhores seleções europeias com base na soma das duas melhores marcas realizadas entre 1 de janeiro de 2017 e 22 de julho de 2018 serão convidadas a participar nas estafetas pela Associação Europeia. Portugal segue bem classificado nos 4×100 m masculinos (7º) e nos 4×400 m femininos (11º) e tem boas hipóteses ainda nos 4×100 m femininos (é 18º).

Eis a lista dos 28 atletas com marcas de qualificação (João Vieira e Inês Henriques têm-nas nos 20 e 50 km marcha):

 Atletas selecionados (4):

Masculinos:
50 km marcha João Vieira (SCP)
Pedro Isidro (SLB)
Femininos:
50 km marcha Inês Henriques (CNRM)
Maratona Filomena Costa (AJS)

 

Atletas com marca de qualificação A, já confirmada em 2018 (16):

Masculinos:
10000 m Samuel Barata (SLB)
Vara Diogo Ferreira (SLB)
Triplo Nelson Évora (SCP)
Peso Tsanko Arnaudov (SLB)
20 km marcha João Vieira (SCP)
Femininos:
200 m Lorène Bazolo (SCP)
400 m Cátia Azevedo (SCP)
1500 m Marta Pen (SLB)
10000 m Sara Moreira (SCP)
Inês Monteiro (SCP)
Catarina Ribeiro (SCP)
Disco Irina Rodrigues (SCP)
Liliana Cá (ADNL)
Heptatlo Lecabela Quaresma (JV)
20 km marcha Ana Cabecinha (COP)
Inês Henriques (CNRM)

 

 

Atletas com marca de qualificação A em 2017 mas ainda não confirmada em 2018 (5):

Masculinos:
100/200 m David Lima (SLB)
Peso Francisco Belo (SLB)
Femininos:
10000 m Salomé Rocha (SCP)
Triplo Patrícia Mamona (SCP)
Susana Costa (AFR)
Atletas com marca de qualificação B (5):
Masculinos:
400 m Ricardo Santos (SLB)
3000 m obstáculos André Pereira (SLB)
Vara Edi Maia (SCP)
20 km marcha Miguel Carvalho (SLB)
Femininos:
20 km marcha Edna Barros (COP)

11 JUNIORES COM MÍNIMOS PARA O MUNDIAL

Entretanto, são já 11 os juniores que conseguiram mínimos para o Mundial de Tampere (Finlândia), de 10 a 15 de julho, estando seis outros bem perto. É o caso de Delvis Santos, com 10,56 nos 100 m (mínimo: 10,55); João Coelho, com 47,91 nos 400 m (47,70); Isaaac Nader, com3.48,08, e Ruben Sousa, com 3.48,41 nos 1500 m (3.48,00); Nuno Pereira, com 1.51,18 nos 800 m (1.50,00) e 3.49,18 nos 1500 m (3.48,00); e Marisa Carvalho, com 6,12 no comprimento (6,15).

Eis os 11 atletas já com mínimos:

Masculinos:
800 m Marcelo Pereira (NA Taipas)
10000 m Alexandre Figueiredo (SL Benfica)
Disco Emanuel Sousa (SL Benfica)
Martelo Ruben Antunes (J. Vidigalense)
Dardo Leandro Ramos (SL Benfica)
Decatlo Manuel Dias (SL Benfica)
Femininos:
800/1500 m Patrícia Silva (SL Benfica)
800/1500/3000 m Mariana Machado (SC Braga)
10000 m marcha Maria Bernardo (CO Pechão)
Inês Reis (Sporting CP)
Joana Pontes (GA Casais do Vento)

 … E 9 JUVENIS COM MÍNIMOS PARA O EUROPEU

Em termos de juvenis, que terão o Campeonato da Europa em Gyor (Hungra), entre 5 e 8 de julho, são nove atletas com mínimos, mas nada menos de 14 estão perto de os conseguir. São eles Tomás Gonçalves, com 10,87, e David Martinho, com 10,88, ambos nos 100 m (mínimo: 10,85); João Peixoto nos 800 m, com 1.54,46 (1.54,25); André Pimenta, com 6,95, e Mamadu Jaló, com 6,92, ambos no comprimento (7,00); e, no setor feminino, Maria João Barbosa, com 12,21 nos 100 m (12,15); Ana Costa, com 25,25 nos 200 m (25,15) e 56,87 nos 400 m (56,55); Sofia Almeida, com 2.14,74, e Beatriz Pereira, com 2.14,89, ambas nos 800 m (2.13,50); Bárbara Neiva, com 9.51,10  nos 3000 m (9.50,00); Sara Moreira, com 14,27 nos 100 m barreiras (14,25); Eduarda Ferreira, com 12,23 no triplo (12,25); Bárbara Bica, com 45,60 no dardo (46,00); e Mariana Bento, com 4886 no heptatlo (5000 p.).

São os seguintes os nove atletas já com mínimos:

Masculinos:

800 m                            Pedro Vilas-Boas (SC Braga)

2000 obst.                     Etson Barros (CO Pechão)

Vara                              João Pedro Buaró (GD Esteito)

10000 m marcha           João Bernardo (Penta C Covilhã)

Femininos:

100/200 m                     Beatriz Andrade (SCU Torreense)

3000 m                          Lia Lemos (Maia AC)

400 m barreiras             Juliana Guerreiro (C Bf Faro)

Disco                             Eva Gonçalves (NA Cucujães)

Martelo                         Mariana Pestana (ACD S João)

 

 

1 Comentário

Deixar Resposta