Portugal com mais 10 medalhas no Mundial de Atletismo com deficiência intelectual

0
510

(Foto FPA)

No segundo dia do Mundial de Atletismo de pista coberta para atletas com deficiência intelectual que decorre na cidade polaca de Torun, Portugal conquistou mais dez medalhas, duas de ouro, quatro de prata e quatro de bronze.

Das dez medalhas ontem conquistadas, merecem um particular destaque as de ouro por Sandro Baessa nos 400 metros, com recorde nacional em 50,19 s, e Afonso Roll nos 3.000 metros marcha, com 14.51,81.

As quatro medalhas de prata foram obtidas por Lenine Cunha no comprimento, com 6,03 m, Ana Filipe também no comprimento com 5,43 m e nos 60 m barreiras com 10,24 s e Joana Silva nos 3.000 m marcha com 18.16,91.

As quatro de bronze pertenceram a Domingos Magalhães nos 60 metros barreiras com 9,22 s, Carlos Freitas nos 400 metros com 52,28, Cláudia Santos nos 60 metros em 8,50 s e à estafeta masculina dos 4×200 m, composta por Carlos Freitas, Lenine Cunha, Carlos Lima e Sandro Baessa, com 1.37,88.

O Mundial tem tido uma reduzida participação pois vários países optaram por faltar devido ao surto do coronavírus.

 

Deixar Resposta